Um em cada dez sem dinheiro para renda ou refeição com carne

Aumentou o número de portugueses que não conseguem pagar a renda ou uma refeição com carne ou peixe. De acordo com os números divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), de 2012 para 2013, a percentagem daqueles que vivem em privação severa subiu 2,3 pontos percentuais (p.p.).

Segundo o Inquérito às Condições de Vida e Rendimento do INE, em 2013, encontravam-se nesta situação 10,9% dos portugueses (8,6% em 2012).

Entende-se por alguém em privação severa quem não conseguir cumprir quatro itens de uma lista de nove, relacionados com necessidades económicas e bens duráveis, entre as quais: pagar a renda, empréstimos ou despesas correntes, comer uma refeição de carne e peixe de dois em dois dias, ter carro, televisão ou máquina de lavar roupa, conseguir pagar uma despesa inesperada.

Se as contas forem feitas a apenas três itens não cumpridos passa a 25,5% os portugueses que, em 2013, vivia em privação material, um aumento de quase 3,7 p.p. em relação a 2012.

Ainda segundo este inquérito do INE, quase 19% dos portugueses estavam em risco de pobreza em 2012.

fonte:http://rr.sapo.pt/i

publicado por adm às 20:36 | comentar | favorito