Mais de metade do continente está em seca extrema

A seca extrema já atinge mais de metade do território continental (53%), enquanto os restantes 47% estão em situação de seca severa, revelou hoje o Observatório de Secas do Instituto de Meteorologia.

 

No seu boletim quinzenal referente ao ponto de situação a 15 de março, o Observatório de Secas do Instituto de Meteorologia (IM) afirma que se trata de um “agravamento face à situação registada no final de fevereiro”, quando 68% do território continental estava em seca severa e 32% em seca extrema.

“Também a percentagem de água no solo, que mede a capacidade de água utilizável pelas plantas, revela uma situação de escassez com valores inferiores a 50% em todo o território, havendo mesmo locais na região Sul onde é inferior a 40%”, lê-se no comunicado do IM.

Esta situação deve-se à “ausência de precipitação significativa em praticamente todo o território durante a primeira quinzena de março”, acrescenta.

O índice utilizado para medir a dimensão da seca tem nove níveis, que variam entre chuva extrema e seca extrema. Antes da seca extrema há a severa, a moderada e fraca.

O Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território disponibilizou também hoje o segundo relatório do grupo de trabalho de avaliação dos impactos da seca em 2012, baseado em dados meteorológicos de 29 de fevereiro.

Numa previsão a partir destes dados, a tutela prevê que mais de três quartos do território continental pode ficar em seca extrema se os níveis de precipitação continuarem muito inferiores ao normal.

fonte:http://noticias.sapo.pt/na


publicado por adm às 00:23 | comentar | favorito
tags: