16
Mai 12

Japão: famílias têm uma média de 162 mil euros no banco

As famílias japonesas têm em poupanças uma média de 16,64 milhões de ienes, ou seja, 162,37 mil euros, mais do dobro do salário médio anual do país nipónico, como divulgou esta quarta-feira o Ministério da Administração Interno japonês, citado pela Lusa.

Os dados oficiais japoneses indicam ainda que a média de poupanças das famílias japonesas aumentou 0,4% face ao ano anterior, sendo que o endividamento médio familiar está nos 4,62 milhões de ienes, cerca de 45 mil euros. No entanto, os mesmos dados apontam também para um aumento das desigualdades na taxa de poupança, com dois terços das famílias a poupar menos do que a média.

O banco central do Japão está a tentar estimular o consumo no país, que tem uma população de 128 milhões de pessoas. Com este estímulo, espera-se que haja uma maior dinamização da economia de forma a contribuir para a produção nacional.

Um total de 10,2% das famílias está no topo da pirâmide das poupanças,com 40 milhões de ienes, enquanto, no outro extremo, 11,2% tem menos de um milhão de ienes poupados, de acordo com os mesmos números.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 22:36 | comentar | favorito
tags:
15
Mai 12

Gregos levantaram 700 milhões dos bancos na 2ª feira

Os levantamentos de depósitos dos bancos gregos ascenderam a 700 milhões de euros na segunda-feira.

um dia antes da reunião de "última oportunidade" para a formação de um governo de coligação, informou hoje o portal da presidência grega.

Em declarações reproduzidas no portal, citado pela agência AFP, o presidente grego, Karolos Papoulias, refere que o governador do Banco da Grécia, George Provopoulos, lhe transmitiu telefonicamente que "a situação dos bancos estava muito difícil" e que "o sistema bancário estava actualmente muito débil".

O chefe de Estado grego acrescenta que "os levantamentos [bancários] atingiram a soma de 700 milhões de euros até às 16:00 (14:00 em Lisboa) de segunda-feira", vaticinando que "a situação" será "pior nos próximos dois dias".

Segundo Papoulias, o governador do Banco da Grécia disse-lhe ainda que "há uma grande inquietação, que poderá transformar-se em pânico".

A crise política na Grécia agravou-se depois das eleições legislativas de 06 de Maio, nas quais nenhum partido conseguiu a maioria dos votos expressos.

O presidente grego presidiu hoje e na segunda-feira a reuniões com os líderes dos partidos com representação parlamentar, na tentativa de formar um governo de coligação. Perante a falta de acordo, deverão ser convocadas novas eleições legislativas para Junho.

Em Fevereiro, o antigo ministro das Finanças Evangélos Vénizélos estimou em 16.000 milhões de euros o montante depositado no estrangeiro desde 2009, ano em que começou a crise da dívida soberana grega. Quase metade dos depósitos foi canalizada para bancos no Reino Unido e na Suíça.

fonte:http://economico.sapo.pt/

 

publicado por adm às 23:21 | comentar | favorito
tags:
20
Abr 12

Doze multimilionários doam metade das fortunas

Quem mais tem, pode - e deve - dar a quem mais precisa. Foi o que fizeram doze multimilionários que, a exemplo da iniciativa lançada há dois anos por Bill Gates e Warren Buffett, vão doar pelo menos metade das fortunas a uma boa causa.

«É magnífico que estas doze famílias se tenham unido ao projeto», disse Buffett, co-fundador da campanha «Giving Pledge», num comunicado citado pela Lusa.

O proprietário da holding financeira Berkshire Hathaway acrescentou que estes doze multimilionários, entre os quais estão nomes como Bill e Karen Ackman, Steve Bing, Elon Musk e John Michael Sobrato, «têm origens e situações diferentes, mas partilham o desejo de ver alterações positivas no Mundo».

Este compromisso arrancou em junho de 2010, uma ideia de Buffett e do casal Gates, e desde então já subscreveram a campanha 81 multimilionários norte-americanos.

O governador de Nova Iorque, Michael Bloomberg, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, e o herdeiro David Rockefeller são algumas das celebridades envolvidas.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 23:50 | comentar | favorito
tags:
12
Fev 12

Morreu Whitney Houston

A cantora norte-americana morreu aos 48 anos.

A informação foi avançada ontem pelo agente da cantora, Kristen Foster, segundo os meios de comunicação norte-americanos.

Whitney Houston foi encontrada morta no sábado num quarto de um hotel em Beverly Hills, em Los Angeles, na véspera da entrega dos Grammy e apenas algumas horas antes da realização de um jantar que antecede a cerimónia na mesma unidade hoteleira onde a cantora morreu. "Às 15h55 locais (23h55 em Lisboa), Whitney Houston foi declarada morta no hotel Beverly Hilton", afirmou o porta-voz da polícia local, Mark Rosen, segundo o qual a cantora morreu no quarto que ocupava no quarto andar daquela unidade hoteleira.

O corpo de Houston ainda se encontra no hotel e as causas da morte estão a ser investigadas. Mas sabe-se que a cantora enfrentava um grave problema de consumo de drogas e álcool. que a levou a deixar de cantar durante anos.

Houston dominou a cena musical dos Estados Unidos nas décadas de 80 e 90, teve vários êxitos que lhe merecerem prémios Grammy e era conhecida como ‘A Voz'. ‘How Will I Know', ‘Saving All My Love for You' e ‘I Will Always Love You', deram a Houston vários prémios Grammy. A cantora participou ainda no filme ‘The Bodyguard'.

No que toca à vida privada, Houston teve um casamento atribulado com o cantor Bobby Brown, com quem teve uma filha, Bobbi Kristina, e de quem se divorciou em 2007 depois de o ter acusado de violência doméstica em 1993.

A organização dos prémios Grammy está a trabalhar para incluir na cerimónia de entrega dos galardões, este domingo, uma homenagem à cantora norte-americana, avança a cadeia de televisão americana CNN.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

 

publicado por adm às 10:54 | comentar | favorito
01
Fev 12

Confronto em jogo de futebol no Egipto faz 50 mortos

A batalha campal fez pelo menos 50 mortos após um jogo de futebol entre o Al-Ahly, de Manuel José, e o Al-Masry.

Segundo um responsável da polícia, citado pela Associated Press, os adeptos do Al-Masry invadiram o relvado mal se ouviu o apito final e agrediram jogadores do Al-Ahly e adeptos da equipa da casa, que, entretanto, também tinham descido para o palco do jogo.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:52 | comentar | favorito
tags:
24
Jan 12

Julgamento da Megaupload pode durar anos

O processo judicial contra o fundador do portal Megaupload, Kim Schmitz - em prisão preventiva na Nova Zelândia e cuja extradição é reivindicada por Washington por alegada pirataria informática - pode durar anos, defendeu um jurista.

 

Rick Shera, da empresa Lowndes Jordan, disse à Rádio Nova Zelândia que  se trata "do primeiro caso de extradição por violação dos direitos de autor na Nova Zelândia" tratando-se, além disso, de um complexo processo e "muito raro no resto do mundo".

Schmitz, mais conhecido por Kim Dotcom, e os compatriotas alemães Finn Batato, de 38 anos, chefe técnico do portal de armazenamento e descarga de arquivos, Mathias Ortman, de 40, co-fundador, e o holandês Bram van del Kolk, de 29, foram detidos na sexta-feira em Auckland, na sequência de uma grande operação coordenada pelo FBI.

As autoridades norte-americanas encerraram na quinta-feira o portal MegaUpload, acusando-o de integrar uma ampla rede de pirataria informática internacional que causou, por via da violação dos direitos de autor de empresas,  prejuízos superiores a 384 milhões de euros.

Kim Dotcom compareceu na segunda-feira perante a justiça da Nova Zelândia e aguarda agora que o juiz David McNaughton decida se lhe concede liberdade condicional.

O jurista considera que para que o informático possa ser extraditado para os EUA, a procuradoria-geral neozelandesa deverá provar que os crimes que lhe são imputados também constituem delitos punidos no país com penas superiores a 12 anos de prisão.

Se eventualmente Kim Dotcom for extraditado, o processo judicial nos EUA durará anos, antecipou o jurista Rick Shera.

Caso a justiça neozelandesa aprove a extradição, os quatro acusados  serão julgados nos EUA pela suspeita de crime organizado, branqueamento de capitais, bem como por violação da lei de direitos de propriedade intelectual, delitos pelos quais podem ser condenados a uma pena máxima de 50 anos de  prisão.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/


publicado por adm às 22:46 | comentar | favorito
tags:
11
Jan 12

Os casais mais ricos do mundo

Foi o famoso psicólogo clínico e investigador de celebridades Jim Houran que uma vez disse que «pessoas poderosas tendem a gravitar em torno de outras pessoas poderosas». E tinha razão. Quando se trata de casais de super-estrelas, um mais um é igual a milhões - 223,1 milhões de dólares, para ser exacto. É este o montante total da soma das fortunas dos cinco casais de celebridades mais ricos do mundo, segundo a revista «Forbes». Saiba quem eles são e qual é o seu rendimento anual.

Gisele Bundchen e Tom Brady: 59,8 milhões de euros
Mesmo depois de arrumar as asas de anjo da Victoria's Secret, Gisele Bundchen continua a ser a modelo mais bem paga do mundo, graças aos contratos que vai acumulando. O marido, Tom Brady, jogador de futebol americano na National Football League americana, também não lhe fica atrás: recentemente assinou um contrato milionário com o clube New England Patriots.


Beyonce Knowles e Jay-Z: 56,7 milhões de euros

Com uma linha de roupa própria e muitos contratos publicitários, Beyonce continua a somar, mesmo depois de uma pausa nas gravações em estúdio. Já Jay-Z é um dos artistas de hip-hop mais bem-sucedidos da história, produtor, homem de negócios e proprietário de um clube da NBA, o New Jersey Nets.


Angelina Jolie e Brad Pitt: 39,7 milhões de euros

Angelina continua a estrelar sucessos de bilheteira nos quais encarna heroínas misteriosas. Já Brad Pitt, para além dos filmes em entra - e para um dos quais até há rumores de Óscares -, acumula ainda o trabalho de produtor na sua empresa, a Plan B.


David e Victoria Beckham: 35,4 milhões de euros

Apesar de não ter conseguido tornar o futebol num desporto popular nos Estados Unidos, David continua a ter contratos milionários com a Adidas e com a Samsung. Por sua vez, Victoria tem feito muito sucesso com as suas linhas de roupa e de malas.


Robert Pattinson e Kristen Stewart: 31,5 milhões de euros

Não é só do sucesso de bilheteiras «Twilight» que estes dois vivem. Tanto Robert como Kristen já começaram a experimentar outros papéis para além dos de vampiro e a sua amada - e a lucrar com isso.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/d

publicado por adm às 22:09 | comentar | favorito
tags: ,
01
Dez 11

Mister Mundo procura namorada

O brasileiro Ralph Santos, natural de Minas Gerais, eleito como o homem mais bonito do mundo, só tem um desejo para o novo ano: arranjar uma namorada.

Foi na final do concurso que o haveria de consagrar Mister Mundo Universo 2011 que Ralph Santos surpreendeu toda a gente ao afirmar que a única coisa que a única coisa que realmente deseja é uma namorada. “Quero virar o ano desencalhado”, disse ele.

Com 26 anos, 1,88m de altura, 89kg de peso e abdominais de fazer inveja, seria de supor que o novo Mister Universo 2011 não tivesse qualquer dificuldade em encontrar pretendentes. Mas, pelos vistos, quem vê músculos não vê corações… 

Sem adiantar qual o seu tipo de mulher Ralph Santos diz apenas que tem que ser “carinhosa e com tudo em cima”.

Além da namorada, Ralph tem o sonho de desfilar numa escola de samba no Carnaval do Rio de Janeiro e de apresentar um programa de televisão ou de participar num reality-show.

fonte:http://fama.sapo.pt

publicado por adm às 17:47 | comentar | favorito
27
Out 11

Mais ricos quase triplicaram rendimentos entre 1979 e 2007

Os norte-americanos mais ricos quase triplicaram os seus rendimentos entre 1979 e 2007, enquanto a classe média viu apenas os seus rendimentos aumentarem 40% e os mais pobres 18%, revela um estudo hoje divulgado.

Os rendimentos líquidos de um por cento das famílias mais ricas cresceu 275% entre 1979 e 2007, assinala o estudo elaborado pelo gabinete de ornamentos do Congresso, um órgão não partidário.

Para% da população da classe média, os rendimentos cresceram 40%, enquanto para 20% dos menos afortunados, a subida dos rendimentos foi de apenas 18%.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 08:26 | comentar | favorito
tags:
06
Out 11

Morreu Steve Jobs

Visionário, criativo, irascível, místico, carismático, um dos maiores inovadores, senão o maior, da era digital. Morreu aos 56 anos e deixou a sua marca na vida de milhões de pessoas.

 

 

Saiu de cena há menos de dois meses com uma missiva curta e directa: "Sempre disse que se chegasse o dia em que não conseguisse cumprir com as minhas funções e expectativas como presidente executivo da Apple, seria o primeiro a informar-vos. Infelizmente, esse dia chegou".

Ontem à noite, Steve Jobs não resistiu mais à doença contra a qual lutou desde 2004, um cancro no pâncreas.

A sua morte acontece no dia a seguir à estreia do seu sucessor, Tim Cook, no palco dos lançamentos da Apple que Jobs tornou míticos. Uma espécie de última homenagem ao homem que revolucionou não apenas uma indústria, mas a forma como as pessoas comunicam e se relacionam no século XXI.

Jobs foi quase sempre precoce. Nasceu em 1955, em São Francisco, cidade que seria capital, na sua adolescência, do movimento hippie. Ainda na escola telefonou um dia ao então presidente da HP, William Hewlett, o próprio, para lhe pedir peças para um projecto que queria desenvolver.

Conseguiu não só as peças como um estágio de verão na empresa. Fã de Bob Dylan e também dos Beatles, Jobs cresce num ambiente favorável à sua natureza anti status quo que ao longo dos anos iria reforçar.

Foi adoptado por Clara e Paul Jobs que prometeram à sua mãe biológica, Joanne Simpson, dar uma educação universitária a Steve. As coisas não correram exactamente como planeado: ao fim de um semestre, Jobs desistiu do Reed College. Um dos seus primeiros empregos foi como designer de jogos para vídeo na Atari, emprego esse que viria a deixar para poder viajar para a Índia.

Fundou a Apple com apenas 21 anos, em sociedade com o amigo Steve Wozniak, e foi pai pela primeira vez aos 23 anos, de uma rapariga, Lisa, cuja paternidade negou durante vários anos. Posteriormente teve mais três filhos no seu casamento com a actual mulher, Laurene Powell.

O primeiro produto Apple - o Apple 1 - foi construído na garagem dos pais de Steve Jobs, como mandam as boas novelas épicas de negócios do século XXI ( e de sempre). O sonho americano começava em 1976 e o financiamento foi parcialmente obtido com a venda de uma carrinha VW de Jobs. O Apple 1 era garantidamente uma proposta diferente: não tinha teclado nem ecrã, tinha de ser montado pelos clientes e custava 666.66 dólares.

No ano seguinte, os dois sócios apresentaram o Apple II que foi recebido com grande entusiasmo. Era o princípio de uma nova era suportada em evidências hoje tão banais quanto o facto de as pessoas preferirem usar um rato para interagir com o computador e poderem clicar em imagens "para fazer coisas" em vez de escrever textos com instruções à máquina. Os interfaces gráficos assumiam-se, assim, desde o primeiro momento como uma poderosa arma Apple. Depois de um bem sucedido lançamento do Macintosh em 1984, Jobs sairia da Apple em 1986 na sequência de confrontos regulares com colegas e com o CEO que ele próprio tinha ido recrutar à Pepsi, John Sculley .

O que poderia ser para muitos um fim de linha, revelou-se para Jobs um novo começo.

Fundou a NeXT e seguiram-se 10 anos de um outro caminho, à margem da Apple, onde conheceria momentos de extraordinária oportunidade, como foi o da compra dos estúdios Pixar a George Lucas, ainda antes de sucessos como Toy Story.

Em 1996, num volte-face digno dos filmes, a Apple compra a NeXT e Jobs está de regresso à sua criação original. Mais velho, mais experiente e igual e em tudo o resto, Jobs inicia à frente da Apple uma nova e genial etapa, em que seriam criados alguns dos objectos e plataformas que moldam o mundo de hoje: iTunes (2003), Iphone (2007), App Store (2008), iPad (2010).

Jobs deixa uma empresa que vende mais 275 milhões de iPods 100 milhões de iPhones e 25 milhões iPads em todo o mundo. Deixa mais do que isso: uma visão e um exemplo de que é mesmo possível mudarmos o mundo.

fonte:http://noticias.sapo.pt/i

publicado por adm às 08:22 | comentar | favorito
tags: