27
Jun 13

Hospital de Braga é o mais eficiente na gestão de cirurgias

O Hospital de Braga é, no seu grupo de referência, "o mais eficiente" na gestão das cirurgias programadas, tendo em conta critérios como procura, oferta, transferência, qualidade no acesso e produtividade. A conclusão é do Relatório da Atividade Cirúrgica Programada que teve o ano de 2012 como referência. A classificação foi divulgado pela Administração Central dos Sistemas de Saúde.


O Hospital de Braga atinge uma posição relativa média de 84%, "a mais alta dos hospitais de todo o país com a mesma dimensão e características e a segunda mais alta de todos os hospitais nacionais".

O estudo teve como base de análise ao desempenho dos hospitais nas cirurgias programadas, foram levadas em atenção vertentes como a acessibilidade, produtividade e processo de gestão de listas de espera.

Este relatório torna, ainda, evidente que o Hospital de Braga foi, do seu grupo, aquele que registou maior crescimento na acessibilidade às propostas cirúrgicas (procura), contribuindo de forma significativo para o aumento dos níveis de acessibilidade da região Norte face ao resto do país.

Relativamente aos tempos de espera para cirurgia, o Hospital de Braga é aquele que apresenta o melhor desempenho a nível nacional. Ao nível da produtividade (doentes operados por médico cirurgião/anestesista) o Hospital de Braga regista o segundo melhor resultado do país, encontrando-se apenas a um ponto percentual do hospital com melhor desempenho nesta dimensão.

No passado mês de Maio, o Hospital de Braga já tinha registado excelentes resultados num outro estudo da ACSS (Benchmarking Hospitalar), tendo sido considerado o hospital mais eficiente do País, já que apresenta os mais baixos custos operacionais por doente, e aquele em que se registam os melhores resultados a nível nacional nas taxas de reinternamento a 30 dias, um indicador que afere a Qualidade Clínica e a Segurança do Doente.

 fonte:http://www.jn.pt/


publicado por adm às 21:34 | comentar | favorito
04
Set 12

Desemprego em Braga já atinge 80 mil

O desemprego no distrito de Braga "não pára de aumentar", atinge já 80 mil trabalhadores e a tendência "é para agravar", nomeadamente por causa da entrada em vigor das alterações ao Código do Trabalho, denunciaram fontes sindicais esta terça-feira.


Em conferência de imprensa, o coordenador da União dos Sindicatos de Braga (USB), Joaquim Daniel, sublinhou a "preocupação acrescida" pelo facto do aumento do número de pessoas sem trabalho no distrito se registar mesmo em época de Verão, "em que a tendência normal é a diminuição do desemprego, fruto do emprego sazonal".

"Por isso, a tendência é o desemprego continuar a agravar-se", referiu.

Em Maio, segundo a USB, o desemprego em Braga atingira o "máximo histórico" de 65.386 trabalhadores, o que já representava um aumento de 4.600 em relação ao mês anterior.

Segundo Joaquim Daniel, a situação do desemprego ainda se irá agravar mais com as alterações ao Código do Trabalho, que entraram em vigor a 1 de Agosto, "porque facilitam os despedimentos, tornando-os mais baratos".

José Maria Ferreira, do Sindicato dos Trabalhadores da Construção, Madeiras, Mármores, Pedreiras, Cerâmica e Afins da Região a Norte do Rio Douro, disse que este é um dos sectores mais afectados pelo desemprego.

Segundo afirmou, desde 1 de Janeiro de 2012 que o sector da construção já perdeu mais de 200 mil postos de trabalho, "60 por cento dos quais" na região abrangida por aquele sindicato.

"Ou há medidas fortes do Governo ou até meados de 2013 o sector da construção fica destruído", alertou.

Um quadro idêntico foi hoje traçado, na mesma conferência de imprensa, por vários outros dirigentes sindicais de sectores como metalurgia, comércio e serviços, transportes e ensino, que deixaram um apelo à "forte participação" na Marcha Contra o Desemprego, que começa a 5 de Outubro, em Braga, e vai percorrer todo o país, terminando em Lisboa, no dia 13.

A marcha é uma iniciativa da CGTP.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/


publicado por adm às 22:29 | comentar | favorito
tags: