João Soares: Um congresso extraordinário do PS é um "disparate total"

João Soares diz que há um "preconceito aristocrático" contra o actual líder do PS e pede para António Costa se manter na Câmara de Lisboa.


João Soares considera um "disparate total" a ideia do PS realizar um congresso extraordinário que permita a António Costa disputar a liderança do partido a António José Seguro. "Estou com António José Seguro e acho isto completamente inacreditável" disse o dirigente socialista ao Negócios.

 

João Soares diz mesmo que há um "preconceito aristocrático" contra o actual líder do PS e pede para António Costa se manter na Câmara de Lisboa. "Eu votei nela para a câmara e gostava que ele tapasse os buracos da minha cidade".

 

O deputado do PS, que regressou esta terça-feira da Ucrânia, onde esteve como observador do acto eleitoral naquele país em representação da OSCE, discorda da leitura de que o PS obteve um fraco resultado nestas eleições europeias. Na Ucrânia, "onde estive com socialistas de outros países toda a gente disse que o resultado tinha sido óptimo" afirma João Soares, lembrando que nestas eleições europeias o PS obteve mais 150 mil votos que nas anteriores.

 

Por isso, o deputado socialista é da opinião que o pedido de um congresso extraordinário "não obedece a nenhuma lógica". "É uma parte gaga. Já vive este filme" diz João Soares, sublinhando eu há um ano se realizou um congresso, precisamente para escolher a nova liderança socialista.

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/e

publicado por adm às 22:27 | comentar | favorito
tags: