Benfica impõe-se ao Nacional

Lisboetas começaram a perder, mas recuperaram. Garay bisou.

 

 

O Benfica derrotou o Nacional na Madeira por 4-2, no jogo que finalizou a 23ª jornada da Liga Zon Sagres, recolocando a vantagem sobre o Sporting em sete pontos e aumentando parta 12 a distância face ao Porto.

Com Ruben Amorim no lugar do castigado Fejsa, os benfiquistas tiveram começo negativo, pois o árbitro Manuel Mota assinalou grande penalidade após centro de Candeias em que a bola bateu no braço direito de Luisão. Na marcação, o próprio extremo dos madeirenses encarregou-se de bater Oblak, obtendo o 1-0.

Em vantagem no marcador, o Nacional procurou fechar os caminhos para a sua baliza e, mesmo perdendo Ali Ghazal por lesão (entrou Rafa aos 18 minutos), até meio do primeiro tempo, foi capaz de atrapalhar a circulação de bola dos visitantes. Um remate perigoso de Rodrigo foi o primeiro sinal de que o Benfica iria reagir (23 m) e, no minuto seguinte, após lance de Markovic que Rodrigo deixou à disposição de Lima, este rematou na área para o empate.

A partir daqui, o líder da Liga assumiu o controlo do desafio, imprimindo-lhe ritmo mais elevado e criando mais oportunidades para marcar. Gaitán desperdiçou por duas vezes, mas Rodrigo, com potente pontapé de pé esquerdo à entrada da área, sobre o lado direito, conseguiu o segundo golo (33 m).

Mantendo o Nacional longe da baliza de Oblak, a equipa de Jorge Jesus ainda ampliou a vantagem a dois minutos do intervalo, após pontapé de canto do lado esquerdo que Garay, de ângulo difícil, cabeceou para a baliza.

No segundo tempo, tendo em conta a 2ª mão da Liga Europa com o Tottenham na próxima quinta-feira, os lisboetas procuraram gerir a bola, enquanto os madeirenses buscavam o golo. Manuel Machado trocou bem cedo Mario Rondón por Lucas João, a formação madeirense melhorou, Jesus rendeu Markovic por Salvio (60 m), mas não apareciam lances dentro das áreas.

A meio da segunda parte, outras substituições (Diego Barcellos por Reginaldo e Siqueira por Sílvio) iriam produzir resultados. A nove minutos do final, o Nacional perturbou o opositor quando Djaniny, a passe de Candeias, reduziu a desvantagem com remate rasteiro no interior da área. Pouco depois, Gomaa falhou por pouco o 3-3 e, a um minuto do final, um cruzamento bem medido por Sílvio encontrou Garay na área e o central argentino, com cabeceamento colocado, estabeleceu o resultado final.

Já nos descontos, Jesus ainda trocou Rodrigo por Sulejmani, mas sem consequências para o resultado.

A próxima jornada engloba os seguintes encontros: Rio Ave-Braga (sexta-feira, 20h00); Guimarães-Gil Vicente (17h00) e Marítimo-Sporting (19h00), ambos no sábado; Olhanense-Nacional (15h00), P. Ferreira-Arouca (16h00), Benfica-Académica (18h00) e Porto-Belenenses (19h15), todos no domingo. A jornada encerra na segunda-feira com o Setúbal-Estoril (20h00).

 

 fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 23:03 | comentar | favorito