BE reage com cautela e reconhece voto de protesto

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, reagiu com cautela às primeiras projeções eleitorais que apontam para a eleição de apenas um deputado do BE e reconheceu que estas foram umas eleições em que houve "muito voto de protesto", disse, quando questionada sobre o facto de o Movimento Partido da Terra poder vir a ter um resultado mais favorável do que o BE.

"Todas as projeções indicam que aquele que era o nosso objetivo principal, o Bloco continuar a ter uma voz no Parlamento Europeu, terá sido alcançado", disse Catarina

Martins, numa primeira reação após a divulgação das primeiras projeções, numa declaração no Forum Lisboa, onde o ambiente é de desânimo.

A responsável admitiu que a eleição de Marisa Matias era "o objetivo principal", mas que o BE também estava na disputa por um segundo deputado, o que não terá sido conseguido de acordo com as primeiras projeções. Nas eleições de 2009, o Bloco elegeu três deputados.

A coordenadora recusou fazer interpretações sobre uma eventual contestação à atual liderança do BE, fruto do mau resultado nas europeias, e preferiu apontar baterias ao resultado da Aliança Portugal, que junta PSD e CDS-PP. "Pela primeira vez, a Direita junta terá menos de 30% dos votos, o que é relevante. Nunca tinha acontecido", disse.

fonte:http://www.jn.pt/

publicado por adm às 22:35 | comentar | favorito