Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Noticias do momento

Noticias do momento

23
Mar14

Benfica vence Académica e mantém Sporting à distância na I Liga

adm

O Benfica, líder da I Liga de futebol, derrotou hoje em casa a Académica, por 3-0, e manteve a vantagem de sete pontos sobre o Sporting, segundo classificado, à passagem da 24.ª jornada.

No Estádio da Luz, em Lisboa, a três dias da visita ao FC Porto na primeira mão da meia-final da Taça de Portugal, o Benfica alcançou a sétima vitória seguida no campeonato, com um "bis" do brasileiro Lima (11 e 28 minutos) - melhor marcador dos "encarnados" com 11 golos - e um golo do argentino Enzo Pérez (59).

A equipa de Jorge Jesus soma agora 61 pontos, contra 54 do Sporting, que na véspera venceu no terreno do Marítimo (3-1), enquanto o FC Porto segue em terceiro, com 46, mas joga ainda hoje com o Belenenses. A Académica, que vinha de cinco jogos sem perder, mantém o 10.º posto, com 29 pontos.

fonte:http://www.destak.pt/

20
Mar14

Benfica assegura quartos de final da Liga Europa ao empatar com Tottenham

adm

O Benfica apurou-se hoje para os quartos de final da Liga Europa de futebol, ao empatar 2-2 na receção aos ingleses do Tottenham, em jogo da segunda mão dos oitavos de final.

Os "encarnados", que na primeira mão venceram em Londres por 3-1, chegaram ao intervalo em vantagem, mercê de um tento do defesa-central argentino Garay, aos 34 minutos, mas não se livraram de um grande susto, quando o belga Chadli, no espaço de um minuto (78 e 79) virou o resultado para os ingleses. Lima, no quinto minuto de descontos e na conversão de uma grande penalidade, devolveu a tranquilidade aos benfiquistas.

O sorteio para os quartos de final realiza-se na sexta-feira, em Nyon, na Suíça.

fonte:http://www.destak.pt/art

18
Mar14

Marco Paulo abandona Belenenses, novo treinador apresentado na quarta-feira

adm

O Belenenses chegou hoje a acordo para a rescisão com o treinador da equipa de futebol Marco Paulo, estando agendada para quarta-feira a apresentação do novo técnico, adiantou fonte da SAD dos "azuis" à Lusa.

Após a derrota caseira de domingo, frente ao Vitória de Setúbal (3-1), Marco Paulo "pôs o lugar à disposição e a administração da SAD acedeu" à vontade do treinador, segundo revelou a mesma fonte.

Apesar de o técnico ainda ter orientado o treino matinal de segunda-feira, as duas partes reuniram-se durante o dia de hoje para oficializarem a rescisão do vínculo, que terminava no final da temporada.

fonte:http://www.destak.pt/a

17
Mar14

Benfica impõe-se ao Nacional

adm

Lisboetas começaram a perder, mas recuperaram. Garay bisou.

 

 

O Benfica derrotou o Nacional na Madeira por 4-2, no jogo que finalizou a 23ª jornada da Liga Zon Sagres, recolocando a vantagem sobre o Sporting em sete pontos e aumentando parta 12 a distância face ao Porto.

Com Ruben Amorim no lugar do castigado Fejsa, os benfiquistas tiveram começo negativo, pois o árbitro Manuel Mota assinalou grande penalidade após centro de Candeias em que a bola bateu no braço direito de Luisão. Na marcação, o próprio extremo dos madeirenses encarregou-se de bater Oblak, obtendo o 1-0.

Em vantagem no marcador, o Nacional procurou fechar os caminhos para a sua baliza e, mesmo perdendo Ali Ghazal por lesão (entrou Rafa aos 18 minutos), até meio do primeiro tempo, foi capaz de atrapalhar a circulação de bola dos visitantes. Um remate perigoso de Rodrigo foi o primeiro sinal de que o Benfica iria reagir (23 m) e, no minuto seguinte, após lance de Markovic que Rodrigo deixou à disposição de Lima, este rematou na área para o empate.

A partir daqui, o líder da Liga assumiu o controlo do desafio, imprimindo-lhe ritmo mais elevado e criando mais oportunidades para marcar. Gaitán desperdiçou por duas vezes, mas Rodrigo, com potente pontapé de pé esquerdo à entrada da área, sobre o lado direito, conseguiu o segundo golo (33 m).

Mantendo o Nacional longe da baliza de Oblak, a equipa de Jorge Jesus ainda ampliou a vantagem a dois minutos do intervalo, após pontapé de canto do lado esquerdo que Garay, de ângulo difícil, cabeceou para a baliza.

No segundo tempo, tendo em conta a 2ª mão da Liga Europa com o Tottenham na próxima quinta-feira, os lisboetas procuraram gerir a bola, enquanto os madeirenses buscavam o golo. Manuel Machado trocou bem cedo Mario Rondón por Lucas João, a formação madeirense melhorou, Jesus rendeu Markovic por Salvio (60 m), mas não apareciam lances dentro das áreas.

A meio da segunda parte, outras substituições (Diego Barcellos por Reginaldo e Siqueira por Sílvio) iriam produzir resultados. A nove minutos do final, o Nacional perturbou o opositor quando Djaniny, a passe de Candeias, reduziu a desvantagem com remate rasteiro no interior da área. Pouco depois, Gomaa falhou por pouco o 3-3 e, a um minuto do final, um cruzamento bem medido por Sílvio encontrou Garay na área e o central argentino, com cabeceamento colocado, estabeleceu o resultado final.

Já nos descontos, Jesus ainda trocou Rodrigo por Sulejmani, mas sem consequências para o resultado.

A próxima jornada engloba os seguintes encontros: Rio Ave-Braga (sexta-feira, 20h00); Guimarães-Gil Vicente (17h00) e Marítimo-Sporting (19h00), ambos no sábado; Olhanense-Nacional (15h00), P. Ferreira-Arouca (16h00), Benfica-Académica (18h00) e Porto-Belenenses (19h15), todos no domingo. A jornada encerra na segunda-feira com o Setúbal-Estoril (20h00).

 

 fonte:http://economico.sapo.pt/

02
Mar14

Paulo Fonseca: Destino traçado

adm

O treinador do FC Porto já quis sair várias vezes, mas Pinto da Costa deverá obrigá-lo a ficar até final da época. O apuramento de ontem, na Liga Europa, ajudou a aliviar a pressão, mas não há volta a dar.

Pinto da Costa tem uma vontade férrea de prolongar por mais algum tempo o consulado de Paulo Fonseca como treinador do FC Porto e a passagem aos oitavos-de-final da Liga Europa - graças a um empate a três golos - dá-lhe agora maior margem de manobra. Mas o destino está traçado: o técnico tem os dias contados no Dragão.

Ao contrário do que foi noticiado antes da visita de ontem ao Eintracht de Frankfurt, no entanto, o SOL sabe que dificilmente Paulo Fonseca seria demitido se a equipa tivesse ficado pelo caminho na Alemanha. Em última análise, só numa situação de hecatombe essa possibilidade poderia ter sido equacionada. Ainda no domingo, após a derrota caseira frente ao Estoril, o técnico manifestou pela segunda vez a intenção de sair - e Pinto da Costa recusou o pedido sem hesitações.

O líder portista nunca foi grande adepto de demitir treinadores a meio de uma temporada - só aconteceu cinco vezes em 32 anos de presidência - e tem sido cada vez mais avesso a essa solução com o decorrer dos anos. De preferência, só aceita pensar no assunto no final das épocas.

No caso de Paulo Fonseca, Pinto da Costa aprecia o seu trabalho e já depois da derrota em Coimbra, a 30 de Novembro, o tinha demovido de apresentar a demissão. Até hoje, a vontade de acordar o divórcio partiu sempre do treinador, que já por várias vezes fez saber que renuncia a qualquer indemnização em caso de rescisão do contrato.

Do final da temporada, e tendo em conta o ponto em que as coisas estão, não passará. Os adeptos há muito que mostram o descontentamento perante os maus resultados e a derrota na recepção ao Estoril - a primeira em cinco anos e quatro meses - foi a gota de água. Os cânticos e os lenços brancos exibidos, pedindo a cabeça do treinador, tiveram uma força como há muito não se via nas hostes 'azuis e brancas'. A situação tornou-se insustentável a longo prazo.

Historial negativo

A aposta de Pinto da Costa no homem que, na época anterior, levou o Paços de Ferreira ao terceiro lugar não deu os frutos desejados. A perda da invencibilidade caseira na 1.ª Liga, ao fim de mais de cinco anos, é apenas o mais recente de vários registos negativos acumulados ao longo da temporada.

Com 58% de vitórias até ao momento (21 em 36 jogos), é preciso recuar até à passagem de José Couceiro pelo clube, numa fase de instabilidade que se seguiu à conquista da Liga dos Campeões com José Mourinho, para encontrar um treinador com menos hábitos de ganhar (47%).

Todos os outros que se seguiram a essa época de 2004/05 apresentam um saldo melhor, de Co Adriaanse (64%) a Vítor Pereira (70%), passando por Jesualdo Ferreira (67%) e André Villas-Boas (84%).

Com Paulo Fonseca ao leme, o FC Porto teve o segundo pior desempenho da sua história na Liga dos Campeões, somando apenas cinco pontos, uma vitória e quatro golos marcados na fase de grupos. Pior só em 1997/98, no reinado de António Oliveira, quando não foi além de quatro pontos, uma vitória e três golos. Foi também a primeira vez que os 'dragões' não ganharam qualquer jogo perante os seus adeptos.

Na 1.ª Liga, o panorama não é mais animador. Desde 2004/05 que o clube não chegava à 20.ª jornada com tão poucos pontos acumulados (42), mas o pior é o atraso de sete pontos que já leva para o líder, quando restam disputar dez jornadas.

Neste ponto do campeonato, é necessário recuar 12 anos para encontrar uma desvantagem maior para o topo (oito, em 2001/02) e ainda mais para vislumbrar uma época em que o FC Porto entrou nas últimas 10 jornadas atrás de Benfica e Sporting. A última vez que tinha acontecido foi em 1993/94.

Praticamente afastado do título, resta a Paulo Fonseca lutar pelas taças: a de Portugal, a da Liga e a Liga Europa, onde terá como próximo adversário os italianos do Nápoles.

 

fonte:http://sol.sapo.pt/in

25
Fev14

Jorge Costa assume comando do Paços de Ferreira

adm

O Paços de Ferreira chegou a acordo com Jorge Costa, que será o novo treinador da equipa da I Liga de futebol, com contrato válido até 2014/15, informou hoje o clube pacense em comunicado.

"Jorge Costa é o sucessor do professor Henrique Calisto no comando técnico do FC Paços de Ferreira", refere a nota publicada pelo Paços de Ferreira na sua página oficial.

O técnico, de 42 anos, deixou em finais de janeiro o Anarthosis Famagusta, de Chipre, país onde antes tinha orientado o AEL Limassol, e da sua carreira como técnico principal constam ainda passagens pelo Sporting de Braga, Olhanense, Académica e CFR Cluj (Roménia)



fonte: http://expresso.sapo.pt

23
Fev14

Estoril ganha ao Porto no Dragão

adm

Penalty de Evandro estabeleceu o resultado. Fonseca em risco.

 

 

No penúltimo jogo da 20ª jornada da Liga Zon Sagres, o Estoril fez História ao impor-se no Porto pela primeira vez com um golo de grande penalidade obtido por Evandro aos 78 minutos.Com este desfecho, o futuro de Paulo Fonseca no comando da equipa fica em risco. Quase cinco anos e meio depois, quando cedeu face ao Leixões, o Porto tornou a perder em casa para o campeonato.

Até ao intervalo, os tricampeões nacionais exerceram domínio, embora fossem incapazes de traduzir em ocasiões flagrantes de golo essa superioridade no jogo. O Estoril, bem arrumado no relvado, com ideias de jogo definidas e organização quase irrepreensível, foi travando as diversas iniciativas atacantes.

Só a quatro minutos da pausa, num remate de Varela que Wagner defendeu, a equipa de Paulo Fonseca se acercou da baliza com maior demonstração de perigo.

No segundo tempo, o Porto pareceu mais determinado e Quaresma testou o guarda-redes adversário, mas a dinâmica depressa se desvaneceu e, aos 62 minutos, Fonseca já trocava Josué por Carlos Eduardo. Depois, em dois lances quase seguidos, o Estoril invadiu a área, mas nem Evandro, nem Balboa acertaram no alvo.

Já depois de Marco Silva receber ordem de expulsão do árbitro Vasco Santos por alegados protestos na sequência de cartão amarelo exibido a Balboa, Herrera foi rendido por Ghilas (70 m). A situação iria complicar-se para os portistas a 14 minutos do fim quando, por indicação do auxiliar, o juiz assinalou grande penalidade de Mangala sobre Evandro, expulsando o central. Na conversão, o brasileiro iludiu Helton, deixando os estorilistas em vantagem e lenços brancos em sinal de descontentamento a serem agitados nas bancadas.

O Estoril tirou Evandro e colocou João Pedro Galvão (81 m), mas, a seis minutos do fim, Wagner voltou a brilhar em livre directo cobrado por Ricardo Quaresma. Balboa foi rendido por Bruno Miguel (88 m), o Porto ainda carregou, Quaresma tornou a criar problemas a Wagner num livre directo, mas faltou o golo e as vaias coroaram o regresso da equipa aos balneários.

Nos outros jogos do dia registaram-se os seguintes resultados: Marítimo-Belenenses, 2-0; Setúbal-P. Ferreira, 4-0 e Olhanense-Gil Vicente, 2-1. A jornada completa-se amanhã com o Benfica-Guimarães (20h15).

 fonte:http://economico.sapo.pt/

15
Fev14

Futebol português arrecadou 241 milhões de euros em transferências de jogadores

adm

Os clubes portugueses arrecadaram esta temporada um total de 241 milhões de euros na venda de futebolistas, de acordo com o Sistema de Registo de Transferências (TMS) da FIFA, a que a agência Lusa teve acesso.

Ao todo, o futebol luso viu sair 322 jogadores em 2013/14 e ultrapassou a fasquia dos 200 milhões de euros, número esse que teve grande contribuição de Benfica, FC Porto e Sporting.

O negócio João Moutinho/James Rodriguez com o Mónaco deixou 70 milhões de euros nos "cofres" do FC Porto, enquanto a transferência de Matic para o Chelsea, em janeiro, rendeu ao Benfica cerca de 25 milhões de euros.

Também o Sporting teve uma importante contribuição com as vendas de Ricky van Wolfswinkel (Norwich) e Bruma (Galatasaray), ambos por 10 milhões de euros, e de Tiago Ilori (Liverpool), por 7,5 ME.
A época 2013/14 foi mesmo a mais lucrativa do futebol português desde que a FIFA criou o TMS em 2010, com mais de o dobro do lucro de 2011/12, em que registou 119 ME. Em 2012/13, a venda de jogadores alcançou os 199 milhões de euros.

Quanto a contratações, o futebol português somou 320 transferências e gastou um total de 77 milhões de euros, com Benfica e FC Porto a serem responsáveis por mais de metade desse montante.

Ao todo, o clube da Luz desembolsou 36 milhões de euros em reforços, com destaque para os 10 ME na aquisição do sérvio Lazar Markovic ao Partizan Belgrado, enquanto o FC Porto chegou aos 22 ME, tendo gasto 8 ME apenas na contratação do mexicano Hector Herrera ao Pachuca.

Sendo assim, o futebol português ultrapassou esta época os 48 milhões gastos em novos jogadores em 2012/13, mas em 2011/12 houve um maior investimento, tendo nessa altura chegado aos 90 milhões.

Mesmo assim, os números do futebol português ficam longe dos principais campeonatos europeus, com Inglaterra a ser o país que mais gastou em contratações, tendo chegado aos 646 milhões de euros em novos jogadores.

Com menos de metade desse montante, a França aparece no segundo lugar da lista, com 291 milhões de euros, seguido de Itália, com 265 millhões de euros, e Espanha que, mesmo com as contratações milionárias de Gareth Bale (Real Madrid) e Neymar (FC Barcelona), "só" gastou 246 milhões de euros.

A Alemanha fecha o "top 5" com 252 milhões de euros investidos na aquisição de futebolistas.

O TMS é elaborado com base nos dados do Sistema Internacional de Transferências (ITMS), cujo uso é obrigatório em todas as transferências internacionais de jogadores profissionais de futebol desde 2010.

 

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/E

11
Fev14

Benfica derrota Sporting

adm

Gaitán e Pérez marcaram os golos do derby.

O Benfica impôs-se ao Sporting por 2-0 no fecho da 18ª jornada da Liga Zon Sagres com golos obtidos por Nico Gaitán e Enzo Pérez, mantendo o comando da classificação com quatro pontos de vantagem sobre o Porto e cinco face ao adversário na Luz.

Depois do adiamento e das polémicas a propósito da cobertura do Estádio da Luz, o derby concretizou-se com os pressupostos definidos pelos técnicos para o passado domingo, isto é, duas equipas organizadas em 4x4x2.

O Benfica entrou com maior dinâmica no ataque, cabendo ao Sporting uma atitude mais expectante, embora aos poucos o jogo tendesse para o equilíbrio. Mais rematadores, mas inconsequentes, os benfiquistas viam o adversário buscar combinações entre Montero e Slimani para ganhar espaços na área ou aproveitar investidas com Heldon mais disponível para criar desequilíbrios. Os visitantes não disfarçavam, contudo, o incómodo com a ausência de William Carvalho e, pelo tempo fora, também a falta de Jefferson seria demasiado evidente perante a actuação desinspirada de Piris.

Em busca do golo, Luisão esteve perto num desvio após pontapé de canto à passagem dos 23 minutos. Aos 25, Rodrigo rompeu pelo meio e o ressalto da tentativa de corte do defesa resultou num remate que Patrício desviou por cima da barra. Porém, apenas minuto e meio mais tarde, Fejsa recuperou a bola sobre o meio-campo do lado direito, libertou Maxi que, depois de tirar partido de queda de Piris, centrou para a área, Gaitán surgiu em velocidade a cabecear, fez a bola passar por entre as pernas do guarda-redes e inaugurou o marcador.  

A equipa de Leonardo Jardim oscilou, demorou a reagir, mas só a seis minutos do intervalo o Benfica voltou a ameaçar a baliza de Rui Patrício: passe longo de Garay para Gaitán, este dominou com o peito, entrou na área e, à saída do guardião, atirou ao lado com o pé esquerdo. A velocidade benfiquista criava embaraços ao opositor que revelava inadaptação à estratégia.

Na segunda parte, Rodrigo espreitou o 2-0 após soberbo passe de Markovic, mas os sportinguistas, sempre com Heldon mais inconformado, foram ganhando livres nas imediações da área. Pouco depois da hora de jogo, Jardim trocou André Martins por Capel e Heldon voltou a ser perigoso, mas rematou sem pontaria.

Rodrigo testou Patrício e Jardim tornou a mexer, retirou Piris, colocou Magrão (71 m), recuando Dier para central, enquanto Rojo passava para defesa-esquerdo. Contudo, depois de Patrício deter nova iniciativa de Rodrigo, um lance notável de Enzo Pérez culminou com remate de pé esquerdo, de fora da área, para o 2-0 (76 m).

Jesus rendeu Rodrigo por Ruben Amorim (78 m) e passou a actuar em controlo, respondendo Jardim com a saída de Slimani para a entrada de Carlos Mané a 10 minutos do fim. Nos últimos minutos, Jesus apostou em Cardozo (saiu, a quatro minutos do final, o ovacionado Pérez após actuação de óptimo nível) sem que houvesse mais mexidas no resultado.

 

 

fonte:http://economico.sapo.pt/n

02
Out13

PSG derrota Benfica

adm

Dois golos de Ibrahimovic e outro de Marquinhos fizeram o resultado.

 

Dois golos de Zlatan Ibrahimovic, intercalados por outro de Marquinhos, permitiram ao PSG golear o Benfica por 3-0 em jogo relativo à 2ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões. Com uma actuação medíocre até ao intervalo, a equipa lisboeta foi incapaz de dar réplica aos parisienses e, embora melhorasse no segundo tempo, só conseguiu criar alguns lances perigosos, mas não reduziu a diferença.

Ibrahimovic deu vantagem ao PSG logo aos quatro minutos, numa jogada rápida entre Matuidi, Verrati e Van der Wiel, cabendo a este centrar para a emenda do internacional sueco à boca da baliza. Incapaz de controlar a bola e o ritmo do adversário, o Benfica era ultrapassado com extrema simplicidade pelos gauleses e sofreria o segundo golo à passagem dos 25 minutos, após um canto em que a bola regressou à área, Matuidi rematou, Artur desviou para a frente e Marquinhos, em velocidade, surgiu a tocar para a baliza na pequena área. Outra contrariedade para a equipa de Jesus sucedeu aos 29 minutos, pois Fejsa lesionou-se, sendo rendido por André Gomes. Logo a seguir (31 m), Ibrahimovic apontou o 3-0, cabeceando num canto sem oposição.

Os benfiquistas não existiam em campo, não eram capazes de construir uma jogada de ataque e o Paris Saint-Germain passou a gerir a vantagem, algo que só se alterou um pouco durante o segundo tempo: Jesus trocou o ineficaz Djuricic por Markovic, a equipa ganhou velocidade na ofensiva, criou problemas ao guarda-redes Sirigu, mas não deixou de cometer erros e os franceses também dispuseram de ocasiões para marcar, obrigando Artur a concentração permanente.

No outro jogo do Grupo C, o Anderlecht foi goleado pelo Olympiacos (3-0).

Outros resultados de hoje: Grupo A - Leverkusen-Real Sociedad, 2-1 e Shakhtar Donetsk-Manchester United, 1-1; Grupo B - Juventus-Galatasaray, 2-2 e Real Madrid-FC Copenhaga, 4-0; Grupo D - CSKA Moscovo-Plzen, 3-2 e Manchester City-Bayern, 1-3.

fonte:http://economico.sapo.pt/

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D