20
Mar 14

Benfica assegura quartos de final da Liga Europa ao empatar com Tottenham

O Benfica apurou-se hoje para os quartos de final da Liga Europa de futebol, ao empatar 2-2 na receção aos ingleses do Tottenham, em jogo da segunda mão dos oitavos de final.

Os "encarnados", que na primeira mão venceram em Londres por 3-1, chegaram ao intervalo em vantagem, mercê de um tento do defesa-central argentino Garay, aos 34 minutos, mas não se livraram de um grande susto, quando o belga Chadli, no espaço de um minuto (78 e 79) virou o resultado para os ingleses. Lima, no quinto minuto de descontos e na conversão de uma grande penalidade, devolveu a tranquilidade aos benfiquistas.

O sorteio para os quartos de final realiza-se na sexta-feira, em Nyon, na Suíça.

fonte:http://www.destak.pt/art

publicado por adm às 22:08 | comentar | favorito
17
Mar 14

Benfica impõe-se ao Nacional

Lisboetas começaram a perder, mas recuperaram. Garay bisou.

 

 

O Benfica derrotou o Nacional na Madeira por 4-2, no jogo que finalizou a 23ª jornada da Liga Zon Sagres, recolocando a vantagem sobre o Sporting em sete pontos e aumentando parta 12 a distância face ao Porto.

Com Ruben Amorim no lugar do castigado Fejsa, os benfiquistas tiveram começo negativo, pois o árbitro Manuel Mota assinalou grande penalidade após centro de Candeias em que a bola bateu no braço direito de Luisão. Na marcação, o próprio extremo dos madeirenses encarregou-se de bater Oblak, obtendo o 1-0.

Em vantagem no marcador, o Nacional procurou fechar os caminhos para a sua baliza e, mesmo perdendo Ali Ghazal por lesão (entrou Rafa aos 18 minutos), até meio do primeiro tempo, foi capaz de atrapalhar a circulação de bola dos visitantes. Um remate perigoso de Rodrigo foi o primeiro sinal de que o Benfica iria reagir (23 m) e, no minuto seguinte, após lance de Markovic que Rodrigo deixou à disposição de Lima, este rematou na área para o empate.

A partir daqui, o líder da Liga assumiu o controlo do desafio, imprimindo-lhe ritmo mais elevado e criando mais oportunidades para marcar. Gaitán desperdiçou por duas vezes, mas Rodrigo, com potente pontapé de pé esquerdo à entrada da área, sobre o lado direito, conseguiu o segundo golo (33 m).

Mantendo o Nacional longe da baliza de Oblak, a equipa de Jorge Jesus ainda ampliou a vantagem a dois minutos do intervalo, após pontapé de canto do lado esquerdo que Garay, de ângulo difícil, cabeceou para a baliza.

No segundo tempo, tendo em conta a 2ª mão da Liga Europa com o Tottenham na próxima quinta-feira, os lisboetas procuraram gerir a bola, enquanto os madeirenses buscavam o golo. Manuel Machado trocou bem cedo Mario Rondón por Lucas João, a formação madeirense melhorou, Jesus rendeu Markovic por Salvio (60 m), mas não apareciam lances dentro das áreas.

A meio da segunda parte, outras substituições (Diego Barcellos por Reginaldo e Siqueira por Sílvio) iriam produzir resultados. A nove minutos do final, o Nacional perturbou o opositor quando Djaniny, a passe de Candeias, reduziu a desvantagem com remate rasteiro no interior da área. Pouco depois, Gomaa falhou por pouco o 3-3 e, a um minuto do final, um cruzamento bem medido por Sílvio encontrou Garay na área e o central argentino, com cabeceamento colocado, estabeleceu o resultado final.

Já nos descontos, Jesus ainda trocou Rodrigo por Sulejmani, mas sem consequências para o resultado.

A próxima jornada engloba os seguintes encontros: Rio Ave-Braga (sexta-feira, 20h00); Guimarães-Gil Vicente (17h00) e Marítimo-Sporting (19h00), ambos no sábado; Olhanense-Nacional (15h00), P. Ferreira-Arouca (16h00), Benfica-Académica (18h00) e Porto-Belenenses (19h15), todos no domingo. A jornada encerra na segunda-feira com o Setúbal-Estoril (20h00).

 

 fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 23:03 | comentar | favorito
11
Fev 14

Benfica derrota Sporting

Gaitán e Pérez marcaram os golos do derby.

O Benfica impôs-se ao Sporting por 2-0 no fecho da 18ª jornada da Liga Zon Sagres com golos obtidos por Nico Gaitán e Enzo Pérez, mantendo o comando da classificação com quatro pontos de vantagem sobre o Porto e cinco face ao adversário na Luz.

Depois do adiamento e das polémicas a propósito da cobertura do Estádio da Luz, o derby concretizou-se com os pressupostos definidos pelos técnicos para o passado domingo, isto é, duas equipas organizadas em 4x4x2.

O Benfica entrou com maior dinâmica no ataque, cabendo ao Sporting uma atitude mais expectante, embora aos poucos o jogo tendesse para o equilíbrio. Mais rematadores, mas inconsequentes, os benfiquistas viam o adversário buscar combinações entre Montero e Slimani para ganhar espaços na área ou aproveitar investidas com Heldon mais disponível para criar desequilíbrios. Os visitantes não disfarçavam, contudo, o incómodo com a ausência de William Carvalho e, pelo tempo fora, também a falta de Jefferson seria demasiado evidente perante a actuação desinspirada de Piris.

Em busca do golo, Luisão esteve perto num desvio após pontapé de canto à passagem dos 23 minutos. Aos 25, Rodrigo rompeu pelo meio e o ressalto da tentativa de corte do defesa resultou num remate que Patrício desviou por cima da barra. Porém, apenas minuto e meio mais tarde, Fejsa recuperou a bola sobre o meio-campo do lado direito, libertou Maxi que, depois de tirar partido de queda de Piris, centrou para a área, Gaitán surgiu em velocidade a cabecear, fez a bola passar por entre as pernas do guarda-redes e inaugurou o marcador.  

A equipa de Leonardo Jardim oscilou, demorou a reagir, mas só a seis minutos do intervalo o Benfica voltou a ameaçar a baliza de Rui Patrício: passe longo de Garay para Gaitán, este dominou com o peito, entrou na área e, à saída do guardião, atirou ao lado com o pé esquerdo. A velocidade benfiquista criava embaraços ao opositor que revelava inadaptação à estratégia.

Na segunda parte, Rodrigo espreitou o 2-0 após soberbo passe de Markovic, mas os sportinguistas, sempre com Heldon mais inconformado, foram ganhando livres nas imediações da área. Pouco depois da hora de jogo, Jardim trocou André Martins por Capel e Heldon voltou a ser perigoso, mas rematou sem pontaria.

Rodrigo testou Patrício e Jardim tornou a mexer, retirou Piris, colocou Magrão (71 m), recuando Dier para central, enquanto Rojo passava para defesa-esquerdo. Contudo, depois de Patrício deter nova iniciativa de Rodrigo, um lance notável de Enzo Pérez culminou com remate de pé esquerdo, de fora da área, para o 2-0 (76 m).

Jesus rendeu Rodrigo por Ruben Amorim (78 m) e passou a actuar em controlo, respondendo Jardim com a saída de Slimani para a entrada de Carlos Mané a 10 minutos do fim. Nos últimos minutos, Jesus apostou em Cardozo (saiu, a quatro minutos do final, o ovacionado Pérez após actuação de óptimo nível) sem que houvesse mais mexidas no resultado.

 

 

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 22:27 | comentar | favorito
15
Jan 14

Benfica confirma Matic no Chelsea por 25 milhões

Negócio não inclui qualquer parcela de troca de jogadores, segundo o comunicado.

Nemanja Matic já é oficialmente jogador do Chelsea. O Benfica acaba de confirmar, em comunicado enviado à CMVM, a venda de 100% dos direitos económicos e desportivos do jogador sérvio ao clube treinado por José Mourinho, por 25 milhões de euros. 

Recorde-se que o médio tinha uma cláusula de rescisão de 50 milhões de euros, saindo assim por metade desse valor. Ao contrário do que chegou a ser dado como possibilidade, neste negócio não está incluído qualquer troca de passes de jogadores, em complemento aos 25 milhões de euros.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 23:07 | comentar | favorito
tags:
02
Out 13

PSG derrota Benfica

Dois golos de Ibrahimovic e outro de Marquinhos fizeram o resultado.

 

Dois golos de Zlatan Ibrahimovic, intercalados por outro de Marquinhos, permitiram ao PSG golear o Benfica por 3-0 em jogo relativo à 2ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões. Com uma actuação medíocre até ao intervalo, a equipa lisboeta foi incapaz de dar réplica aos parisienses e, embora melhorasse no segundo tempo, só conseguiu criar alguns lances perigosos, mas não reduziu a diferença.

Ibrahimovic deu vantagem ao PSG logo aos quatro minutos, numa jogada rápida entre Matuidi, Verrati e Van der Wiel, cabendo a este centrar para a emenda do internacional sueco à boca da baliza. Incapaz de controlar a bola e o ritmo do adversário, o Benfica era ultrapassado com extrema simplicidade pelos gauleses e sofreria o segundo golo à passagem dos 25 minutos, após um canto em que a bola regressou à área, Matuidi rematou, Artur desviou para a frente e Marquinhos, em velocidade, surgiu a tocar para a baliza na pequena área. Outra contrariedade para a equipa de Jesus sucedeu aos 29 minutos, pois Fejsa lesionou-se, sendo rendido por André Gomes. Logo a seguir (31 m), Ibrahimovic apontou o 3-0, cabeceando num canto sem oposição.

Os benfiquistas não existiam em campo, não eram capazes de construir uma jogada de ataque e o Paris Saint-Germain passou a gerir a vantagem, algo que só se alterou um pouco durante o segundo tempo: Jesus trocou o ineficaz Djuricic por Markovic, a equipa ganhou velocidade na ofensiva, criou problemas ao guarda-redes Sirigu, mas não deixou de cometer erros e os franceses também dispuseram de ocasiões para marcar, obrigando Artur a concentração permanente.

No outro jogo do Grupo C, o Anderlecht foi goleado pelo Olympiacos (3-0).

Outros resultados de hoje: Grupo A - Leverkusen-Real Sociedad, 2-1 e Shakhtar Donetsk-Manchester United, 1-1; Grupo B - Juventus-Galatasaray, 2-2 e Real Madrid-FC Copenhaga, 4-0; Grupo D - CSKA Moscovo-Plzen, 3-2 e Manchester City-Bayern, 1-3.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:43 | comentar | favorito
28
Jun 13

Meo e Zon anunciam Benfica TV a 9,90 euros


O Meo e a Zon anunciaram que o Benfica TV passa a estar disponível, a partir de 1 de julho, segunda feira, em regime premium, custando 9,90 euros por mês. O canal dos encarnados estará disponível nas posições 28 e 29 (HD) da operadora da Portugal Telecom e nos números 30 e 31 (HD) da Zon.


O canal deverá ainda integrar outras plataformas, como a Cabovisão, Optimus e Vodafone, mas até ao momento ainda não foram comunicadas as ofertas comerciais.

Além dos 15 jogos que a equipa principal encarnada disputa no Estádio da Luz no campeonato nacional, a Benfica TV vai emitir as partidas da equipa B, dos escalões de formação e das modalidades.

 

O canal conta ainda com as partidas exclusivas da Liga Inglesa de Futebol, do ‘Brasileirão’, da Liga Grega e da liga de Futebol Americana (LMS).

 

O acordo estabelecido com a Zon implica ainda “a inclusão, em regime de exclusividade, do canal Benfica TV na grelha de programação da ZAP, para Angola e Moçambique”.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/n


publicado por adm às 23:50 | comentar | favorito
tags:
26
Mai 13

Benfica fecha época sem títulos

Vitória de Guimarães derrotou hoje o Benfica por 2-1 e conquistou a sua primeira Taça de Portugal.

Nem Liga, nem Liga Europa, nem Taça de Portugal: a tripleta do Benfica em 2012/13 foi de competições perdidas, enquanto o Vitória chegou à sua primeiras Taça.

Pela sexta vez na final, os vimaranenses equilibraram na primeira parte, perturbando as saídas de jogo do Benfica com pressão sobre Matic e Enzo Pérez. Mesmo assim, os lisboetas foram mais perigosos, forçando Douglas a diversas intervenções atentas.

Com mais lances de entendimento pelo lado direito, envolvendo Maxi Pereira e Salvio, o Benfica era mais incisivo, mas esteve à beira de ser surpreendido num contra-ataque minhoto em superioridade numérica.

À passagem da meia hora, porém, uma precipitação na área levou a que uma tentativa de alívio fizesse ricochete no pé esquerdo de Gaitán, ressaltando a bola para a baliza do Vitória. A maré vermelha apoderou-se do Estádio Nacional, Lima e Cardozo experimentaram remates de longe, mas foi o Vitória que se queixou de um penalty sobre Addy perto do intervalo. Havia 45 minutos para contrariar a tendência, procurar a conquista do troféu e os minhotos iriam revelar a força de carácter necessária para operar a reviravolta no marcador.

"E ó Vitória, vamos a eles!" cantou-se do lado minhoto. No entanto, tal como a tarde à medida que se esbatia o sol, o jogo tornou-se frio. Rui Vitória quis que a equipa reagisse e apostou em Marco Matias. Mais tarde, Jesus ripostou com a troca de Cardozo por Urreta, mas, embora aumentasse a velocidade, o encontro permaneceu pouco interessante. Conforme avançava o tempo, as equipas tornavam-se complicativas e o próprio árbitro Jorge Sousa foi acumulando interrupções desnecessárias.

Com Urreta em campo, o Benfica foi mais ameaçador, acercando-se da área com insistência, mesmo que não traduzisse essa presença em oportunidades de golo. Rui Vitória apostou em Crivellaro e acabaria premiado: num mau alívio de Artur, Soudani aproveitou para empatar, deixando os adeptos a celebrar (80 m). Logo no minuto a seguir, num remate de fora da área desferido por Ricardo em que Artur pareceu mal batido, fez-se a reviravolta no resultado.

Com os adeptos do Benfica a deixar o estádio e os do Vitória a celebrar, Jesus substituiu Gaitán por Rodrigo e ainda deu oportunidade a Aimar para os minutos finais, mas o resultado já não sofreu quaisquer alterações. E, enquanto se fazia de frustração o entardecer benfiquista, simbolizada nas manifestações de descontentamento de Cardozo, a maré branca de vitorianos tomava conta do Jamor.

 

fonte-,http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 22:40 | comentar | favorito
17
Mai 13

Benfica obrigado a informar sobre futuro de Jesus

CMVM esclarece que SAD terá de informar mercado da renovação de Jorge Jesus ou da "impossibilidade total desta vir a existir".

Apesar das últimas declarações do presidente do Benfica, que deu como certa a continuidade de Jorge Jesus, e de hoje a imprensa dar conta que a renovação está para breve e que deverá passar por um novo contrato de dois anos, a SAD não prestou ainda qualquer informação sobre o assunto ao mercado.

Contactada pelo Económico, o regulador da bolsa, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), adiantou que não pediu esclarecimentos à Benfica SAD por considerar que "não se encontram ainda reunidas as condições legalmente previstas que obriguem a SAD a prestar esclarecimentos ao mercado", notando que "o que tem sido referido pela imprensa é que existe um quase acordo mas que a situação não está encerrada".

A mesma fonte oficial do regulador do mercado explicou ainda que "a SAD terá de informar quando exista acordo ou a impossibilidade total deste vir a existir".

Foi uma semana complicada para o clube das águias que, depois de ter perdido no sábado frente ao Porto, voltou a sofrer uma derrota já nos descontos, na quarta-feira, frente ao Chelsea, na final da Liga Europa.

Na resposta, os investidores penalizaram os títulos do Benfica, que esta quinta-feira tombaram mais de 10%. No entanto, a meio do dia de hoje, as acções da Benfica SAD disparavam 9% para cotar nos 0,85 euros com mais de cinco mil papéis transaccionados.

Com este desempenho, as acções do Benfica acumulam ganhos de 107% desde o início do ano.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 22:46 | comentar | favorito
tags:
15
Mai 13

Chelsea vence Liga Europa com golo ao cair do pano

Perante o Benfica, a equipa inglesa garantiu o triunfo na Liga com um golo no segundo minuto dos descontos apontado por Ivanovic, após um canto.


O Benfica voltou a somar uma derrota nos descontos, ao perder diante do Chelsea por 2-1 na final da Liga Europa, com o golo decisivo a surgir por Ivanovic, no segundo minuto dos descontos.

O Benfica, que vinha de uma derrota diante do FC Porto, que também aconteceu nos descontos e que deixou os encarnados na vice-liderança da Liga, assumiu as despesas do encontro e poderia ter chegado à vantagem aos dois minutos por Cardozo.

Ao quarto de hora, os encarnados voltaram a estar perto de se adiantarem no marcador, no entanto, Rodrigo não foi capaz de desfeitear o guardião checo Petr Cech.

O Chelsea respondeu aos 27 minutos por Oscar e, aos 38 minutos, vaqleu uma grande defesa de Artur a remate de Lampard para que o resultado se mantivesse no "nulo".

No segundo tempo, o bola ainda entrou na baliza da equipa inglesa, aos 52 minutos, contudo, o golo de Cardozo foi anulado por fora de jogo.

Aos 59 minutos, a equipa inglesa inaugurou mesmo o marcador por intermédio de Fernando Torres, num lance em que o avançado espanhol recebeu a bola do guardião Petr Cech.

Contudo, os encarnados acabariam por chegar ao empate na conversão de uma grande penalidade por Cardozo, nove minutos depois, isto depois de Azpilicueta ter tocado com a mão na bola na grande área.

O avançado paraguaio do Benfica teve uma excelente oportunidade para colocar os encarnados na frente, no entanto, Cech desviou, com uma grande defesa, o remate de Cardozo, aos 82 minutos.

Seis minutos depois, Lampard deu o aviso e remate ao "ferro" da baliza de Artur, com os encarnados a responder, na jogada seguinte, com um remate por cima de Lima.

Quando todos já esperavam o prolongamento, o sérvio Ivanovic cabeceou após canto da direita e acabou por colocar os ingleses na frente, deixando já pouco tempo para os encarnados reagirem.

Na resposta, Cardozo esteve muito perto de bisar e de levar o jogo para o prolongamento, contudo, Cech afastou a bola e assegurou o triunfo da equipa inglesa.

Com este triunfo, o Chelsea tornou-se o primeiro clube inglês a vencer os três maiores troféus da UEFA, igualando o feito que já tinha sido conseguido pelo Ajax, Bayern de Munique e Juventus.

Por outro lado, este foi o primeiro troféu conquistado por Rafael Benitez como técnico do Chelsea.

Sob a arbitragem de Bjorn Kuipers, da Holanda, na Arena de Amesterdão, com a assistência de 46163 espectadores, as equipas alinharam da seguinte forma:

Benfica: Artur; André Almeida, Luisão, Garay (Jardel, 78) e Melgarejo (Ola John, 66); Enzo Pérez, Matic e Rodrigo (Lima, 66); Gaitan, Cardozo e Salvio.

Suplentes: Paulo Lopes, Aimar, Lima, Ola John, Urreta, Jardel e André Gomes.

Chelsea: Cech; Azpilicueta, Ivanovic, Cahill e Cole; Ramires, Lampard, Mata, David Luiz e Oscar; Torres.

Suplentes: Turnbull, Obi Mikel, Moses, Paulo Ferreira, Marko Marin, Benayoun e Nathan Aké.

Ação disciplinar: cartão amarelo para Oscar (14), Garay (45) e Luisão (62).

 

fonte:http://www.tsf.pt/P



publicado por adm às 22:32 | comentar | favorito
11
Mai 13

Porto derrota Benfica

Golo de Kelvin resolveu nas compensações.

O Porto impôs a primeira derrota ao Benfica na Liga Zon Sagres (2-1), manteve-se invicto e passou a dispor de um ponto de vantagem na liderança a uma jornada do final. Na próxima semana, os portistas visitam Paços de Ferreira e os lisboetas recebem o Moreirense na 30ª e última ronda. Antes disso, na quarta-feira, os benfiquistas vão jogar em Amesterdão, com o Chelsea, a final da Liga Europa.

Enquanto Vítor Pereira manteve os titulares habituais, Jorge Jesus deixou apenas Lima na frente, deslocando Gaitán para o centro e apostando no holandês Ola John para a esquerda. Daqui resultaram equipas com estratégia bipartida: os bicampeões nacionais mais ambiciosos, mas também pacientes na circulação de bola e organização do ataque; os benfiquistas agressivos, embora cuidadosos no posicionamento em campo.
Com o meio-campo equilibrado em função da presença do argentino, a ameaça às balizas demorou, mesmo que a bola fosse entrando nas áreas, embora sem consequências. No primeiro lance mais perigoso, o Benfica adiantou-se no marcador através do 18º golo de Lima na Liga Zon Sagres: lançamento de linha lateral de Salvio, houve vários ressaltos e, após um remate de Garay desviado em Fernando, o avançado brasileiro, que completou hoje 30 anos, surgiu sem marcação junto da pequena área a atirar para o golo (19 m).
O Porto oscilou um pouco, mas não tardou a reagir, procurando acelerar o ritmo e jogar mais pelos flancos, em especial pelo lado esquerdo, obtendo o empate numa destas iniciativas por insistência de Varela que cruzou, a bola tabelou em Maxi Pereira e Artur, que esperava o cruzamento, ainda se lançou, mas já não foi capaz de impedir o golo: tinham decorrido sete minutos desde o golo forasteiro e os portistas recuperavam o alento para buscar a vitória.
Os minutos seguintes reaproximaram as equipas das balizas: Lima testou a atenção de Helton num livre directo e João Moutinho deixou resposta à altura, num pontapé forte, desferido de fora da área e defendido por Artur. Depois o encontro entrou numa fase mais equilibrada, permanecendo intenso até ao intervalo, mas sem jogadas nas áreas.
Na segunda parte, o Porto reapareceu disposto a marcar, pressionando o adversário e com isso obrigando Enzo Pérez e Matic a correrem mais riscos (ambos viram cartão amarelo). Quando mexeu na equipa, Jorge Jesus retirou Gaitán, colocando Roderick; Vítor Pereira teve de retirar Fernando (lesionado) e ocupou a vaga com Defour e Jesus trocou Lima por Cardozo (73 m).
Com a entrada nos últimos minutos, o desafio ganhou carga dramática e Vítor Pereira decidiu-se pela entrada do jovem Kelvin para preencher o lugar de Lucho González (79 m). No lado oposto, Cardozo aproveitou um livre directo para rematar rasteiro, de forma traiçoeira, cabendo a Helton uma excelente intervenção junto ao poste direito. 
A sete minutos do fim, Ola John deu sinal para o banco de que não tinha forças para jogar mais e Jesus chamou Aimar. Os anfitriões ripostaram com o risco total, substituindo Danilo por Liedson. No minuto seguinte, James Rodríguez isolou-se (num fora-de-jogo que ficou por assinalar) e atirou rasteiro, acertando no poste esquerdo. 
Pedro Proença deu quatro minutos de compensação e, no primeiro desses minutos, num contra-ataque pela esquerda, Kelvin - que já resolvera o encontro com o Braga - recebeu o passe de Liedson, atirando cruzado para o 2-1. Uma pequena invasão de adeptos foi resolvida de pronto e o estádio entrou em ebulição festiva com a chegada ao primeiro lugar e o final da partida.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 23:43 | comentar | favorito
tags: ,