Pai não aguenta ver Angélico entre a vida e a morte

Milton, pai de Angélico, regressou de Angola e chegou ontem aoHospital de Santo António, no Porto, destroçado e incapaz de esconder a dor que lhe ia na alma. Entrou de imediato no quarto do filho, que sofreu um acidente sábado na A1, em Estarreja, e não suportou o sofrimento ao ver o jovem cantor e actor, que está em morte cerebral. A tensão arterial desceu abruptamente e Milton sentia o peito sufocar. Foi fortemente medicado e só assim se manteve consciente.

Filomena, mãe do actor, não aguentou ver a dor de Milton. Chorou convulsivamente e também ela teve de ser sedada. À hora de fecho desta edição, Angélico Vieira continuava ontem ligado às máquinas. O seu coração estava mais fraco e a família temia que pudesse ceder a qualquer momento.

"O pai não aguentou ao ver o estado do Angélico. Está irreconhecível e muito maltratado. É muito duro para o Milton ver o filho ligado às máquinas, praticamente à espera da morte", adiantou um familiar.

Milton seguiu de Portugal para Angola, de onde é natural, há cerca de 20 anos, quando terminou o relacionamento com Filomena, mãe de Angélico, e onde iniciou negócios nos mais diversos ramos.

Sempre manteve uma boa relação com o filho, actualmente com 28 anos, mas nunca foi um pai presente. Há cerca de um ano tudo mudou na vida da família, quando o empresário e a ex-companheira voltaram a aproximar-se. Milton passou a vir com alguma frequência a Lisboa e nos últimos meses reaproximou--se bastante do filho.

"Pai e filho recuperavam o tempo perdido. O Angélico andava muito feliz, até porque os pais estavam mesmo a pensar voltar a viver juntos. Tinha finalmente a família unida, como sempre quis", disse a mesma fonte. Milton e Filomena passaram todo o dia de ontem junto do filho. Abraçados, rezaram e suplicaram a Deus que não lhes levasse o único filho.

PORMENORES

JOVEM INTERNADA

Armanda Leite, a jovem de 17 anos que também ficou ferida no acidente, continua internada em estado muito grave no mesmo hospital. O prognóstico da vítima é reservado.

MÚSICAS DO CD

A família de Angélico colocou diversas músicas do seu CD a tocar no quarto do hospital. As tias e a mãe do cantor de 28 anos estão esperançadas de que ele reaja ao ouvir a sua voz nas canções.

NOITE NO HOSPITAL

Vários amigos, entre os quais Vítor Fonseca e Paulo Vintém, antigos membros dos D'ZRT, passaram a noite no hospital. Saíram por breves momentos e voltaram a meio da manhã.

 

DONO DO BMW FOI AO HOSPITAL

O dono do stand Aguscar, que emprestou o BMW cabriolet a Angélico, esteve ontem no Hospital de Santo António, no Porto. O empresário esteve junto de vários amigos do actor, a quem tentou prestar algum apoio. Também fez questão

de dar uma palavra de força aos pais. Recorde-se que apenas o dono do stand podia conduzir o carro, o que lhe poderá trazer várias implicações no futuro. Também Hugo Pinto, que seguia no carro ao lado de Angélico e que é vendedor no mesmo stand, esteve ontem na unidade hospitalar.

O jovem, o único dos quatros ocupantes que levava cinto de segurança, estava inconsolável com a tragédia e chegou mesmo a sentir-se mal. 

 

RITA PEREIRA DEIXA TUDO

Desde sábado, dia em que o cantor foi internado, que Rita Pereira não sai do Hospital de Santo António. A actriz tem entrado sempre bem cedo na unidade de saúde e apenas sai ao final do dia. Inconsolável, Rita passa a maioria do tempo junto ao ex-namorado a chorar. Deixou todos os compromissos profissionais e pessoais para estar com Angélico Vieira.

"Em princípio as gravações dos episódios da novela em que a Rita entra serão canceladas até ao fim da semana. Ela não está em condições para trabalhar, está muito perturbada", explicou ontem ao CM fonte da produtora Plural.

Rita tem um dos principais papéis na novela ‘Remédio Santo', da TVI, o que lhe exige muito empenho e dedicação. A actriz não pensou, no entanto, duas vezes quando soube que o ex-namorado lutava pela vida num hospital do Porto.

"Ela veio logo para o Porto com a mãe dele, nem pensou duas vezes. Trouxe muito pouca roupa com ela e nem avisou ninguém. A única preocupação da Rita Pereira era chegar rápido e ver o Angélico", revelou um amigo da jovem. 

 

REACÇÕES

JACIARA (Modelo)

"Ainda continuo sem acreditar. É um pesadelo. O Angélico respirava vontade de viver e era uma pessoa tão boa, sempre disposto a ajudar."

ALEXANDRA FERNANDES (Relações Públicas)

"Estou consternada. Conhecia o Angélico desde os tempos em que não era conhecido e nunca mudou com a fama. Toda a minha força vai para a mãe."

ISABEL FIGUEIRA (Apresentadora)

"Gostava mesmo muito do Angélico e estou em estado de choque desde que soube da notícia. Deixo aqui um grande beijinho para a família."

fonte_:http://www.vidas.xl.pt/

publicado por adm às 23:37 | favorito