Função Pública: Sindicato dos Quadros Técnicos repudia redução da remuneração dos trabalhadores em mobilidade especial

O presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE) considerou hoje inaceitável a proposta governamental para alteração da mobilidade especial porque promove a redução da remuneração dos trabalhadores considerados excedentes.

"Não podemos aceitar mais cortes nas remunerações dos trabalhadores, que já sofreram cortes nos salários no início deste ano", disse Bettencourt Picanço aos jornalistas no final de uma reunião negocial no Ministério das Finanças.

Para o sindicalista, a proposta discutida com o secretário de Estado da Administração Pública promove a redução das condições remuneratórias dos funcionários colocados em situação de mobilidade especial e abre "uma possibilidade perigosa", a de serem os responsáveis dos serviços a escolher quem vai ou não para a inatividade.

fonte:Lusa

publicado por adm às 23:03 | comentar | favorito
tags: