Sondagem: PS é o único partido que sobe nas intenções de voto

Se as Eleições Legislativas fossem hoje, o PSD voltaria a ganhar, de acordo com o estudo da Eurosondagem para a SIC, o Expresso e a Rádio Renascença. O Partido Socialista é, no entanto, o único partido que sobe este mês. Em relação aos líderes partidários e órgãos de soberania, Cavaco Silva continua a ser o mais popular.

As eleições foram há três meses e as opções políticas dos portugueses não mudaram. O PSD continua a ser o preferido dos eleitores, com 39,3 por cento dos votos, menos três décimas do que na última sondagem.

O Partido Socialista é o único que sobe este mês. Chega mesmo a alcançar o resultado das últimas eleições, ao superar a barreira dos 28 por cento, mais 1,3 por cento do que na sondagem anterior.

O CDS/PP, partido de coligação com o Governo, soma 12,1 por cento, desce quatro décimas. Já a CDU, chega aos 8,2 por cento e cai também duas décimas. O Bloco de Esquerda também desce, com 5,3 por cento nas intenções de voto.

Cavaco Silva continua a ser o mais popular

Em relação aos líderes partidários e órgãos de soberania, Cavaco Silva continua a ser o mais popular, com 24,7 por cento, mas regista uma queda de cinco por cento nas preferências dos portugueses. O Presidente da República mantém, no entanto, o melhor saldo da avaliação da Eurosondagem.

A popularidade do primeiro-ministro regista um saldo positivo, com 11,7 por cento, mais 0,5 por cento em relação à última sondagem. Já a imagem do Executivo de Pedro Passos Coelho mantém-se positiva, com 4,7 por cento, mas desce 3,5 por cento em relação ao último barómetro.

A Assembleia da República fica nos 4,6 por cento e desce ao olhar dos portugueses três por cento.

No que toca aos líderes partidários, Paulo Portas é o mais popular, com 16,1 por cento, subiu 1,8 por cento em relação à última sondagem.

Depois de ser consagrado líder no Congresso em Braga, o socialista António José Seguro regista uma subida de 13,5 por cento, mais 2,5 por cento.

A esquerda continua a ter saldo positivo. Jerónimo de Sousa consegue 4,6 por cento, sobe 1,6 por cento, e Francisco Louçã também ganha em relação ao último barómetro, com 3,7 de saldo. Uma diferença de 2,1 por cento em relação ao último mês.

FICHA TÉCNICA

 

Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem, S.A. para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, de 22 a 27 de Setembro de 2011.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando em lares com telefone da rede fixa.

A amostra foi estratificada por Região (Norte – 20,3%; A.M. do Porto – 15,0%; Centro – 28,1%; A.M. de Lisboa – 27,0%; Sul – 9,6%), e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária, de onde resultou Feminino (51,4%), Masculino (48,6%) e 18/30 anos (17,8%), 31/59 anos (46,6%) e 60 anos ou mais (35,6%), num total de 1.036 entrevistas telefónicas validadas, que correspondem a uma taxa de resposta de 78,2%.

O objecto da sondagem foi a intenção de voto para eleições legislativas, a actuação de órgãos de soberania e líderes partidários, e questões de âmbito político e social da actualidade.

 O resultado projectado da intenção de voto, é calculado mediante um exercício meramente matemático, presumindo que os 23,6% respondentes “Ns/Nr” se abstêm.

O erro máximo da Amostra é de 3,04%, para um grau de probabilidade de 95,0%.

 

O Responsável Técnico da Eurosondagem

Rui Oliveira Costa

Lisboa,  28 de Setembro de 2011

 

fonte:http://sicnoticias.sapo.pt/pais/article774301.ece

publicado por adm às 23:37 | comentar | favorito
tags: