Três mil remédios falsos impedidos de entrar em Portugal

Três mil medicamentos suspeitos de serem contrafeitos foram impedidos de entrar em Portugal, informa o Infarmed. A acção decorreu no âmbito de uma operação de combate à contrafacção de medicamentos, coordenada pela Interpol e por 165 agências de 81 países.

Foram inspeccionadas mais de 45 mil encomendas, das quais perto de oito mil foram apreendidas por conterem medicamentos ilegais e contrafeitos. Mais de dois milhões de medicamentos foram apreendidos.

Cerca de 13 mil sites foram suspensos ou eliminados e foram emitidos 36 mandados de busca, estando 55 pessoas já detidas ou sob investigação.

O objectivo é alertar para o perigo da compra destes medicamentos, nomeadamente através da internet. O controlo é feito através da forma de pagamento e do sistema de entrega dos medicamentos por parte de sites ilegais.

fonte:SOL

publicado por adm às 13:40 | comentar | favorito
tags: