Investimento no e.escola superou 1.000 ME, Estado assegurou 28%

O programa de distribuição de computadores portáteis e.escola totalizou um investimento superior a 1.000 milhões de euros até ao final de 2010, dos quais 28,3 por cento foram assegurados pelo Estado.

A informação consta do relatório e contas da Fundação para as Comunicações Móveis (FCM), entidade responsável pela gestão do programa e.escola, a que a Lusa teve acesso.

"Considerando a antecipação dos fluxos futuros e estimando a totalidade de encargos para os equipamentos informáticos entregues a 31 de dezembro de 2010, o programa [e.escola] assume um investimento total de cerca de 1.051 milhões de euros, em que a participação dos operadores de comunicações e dos beneficiários e claramente maioritária", lê-se no documento.

fonte:lusa

publicado por adm às 08:31 | comentar | favorito