Estado só comparticipa 10% de todas as pílulas vendidas em Portugal

O Estado comparticipa apenas cerca de 10% do valor das pílulas vendidas por ano em Portugal, pagando 5,6 milhões de euros quando ao todo se gastam 55 milhões a comprar este método contracetivo nas farmácias.

Números fornecidos pela Associação para o Planeamento da Família (APF) indicam que são vendidas nas farmácias portuguesas 55 milhões de euros de pílulas. Destas, só nove milhões correspondem a pílulas comparticipadas e o Estado contribui com 5,6 milhões de euros.

"A grande maioria das pílulas vendidas não é comparticipada", resume Duarte Vilar, diretor executivo da APF, em declarações à Lusa em vésperas do Dia Mundial da Contraceção, que se assinala na segunda-feira.

fonte:Lusa

publicado por adm às 08:23 | comentar | favorito
tags: