Relatório aponta falta de formação básica aos bombeiros

Anarquia no uso do contrafogo, ordens desrespeitadas e deficiências nos equipamentos de protecção são algumas das conclusões do relatório preliminar sobre a morte de bombeiros no Verão, prometido pelo ministro da Administração Interna.

 

Falta de formação básica sobre o combate aos fogos. A conclusão consta do relatório preliminar sobre a morte de bombeiros em pleno combate a incêndios, no Verão. O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, prometeu a divulgação de parte do documento esta segunda-feira e o jornal “Público” antecipa conclusões. 

O documento do especialista Xavier Viegas, da Universidade de Coimbra, aponta várias falhas: anarquia no uso do contrafogo, ordens desrespeitadas e deficiências nos equipamentos de protecção. 

O relatório conclui que as lacunas traduzem falta de conhecimentos básicos sobre o comportamento do fogo nas chefias de comando e falhas na formação dos bombeiros. 

Ao longo de 27 páginas, os peritos apontam deficiências nos equipamentos de protecção individual e recomendam que não se deve poupar no preço ou na qualidade. 

A parte do relatório hoje conhecida diz respeito apenas à análise dos grandes incêndios. As conclusões dos acidentes com vítimas mortais necessitam, no entender do ministro Miguel Macedo, de uma análise mais minuciosa, pelo facto de implicarem outras consequências. 

Um dos maiores incêndios do Verão deste ano aconteceu na Serra do Caramulo.

fonte:http://rr.sapo.pt/in

 

publicado por adm às 09:21 | comentar | favorito