Portugueses pagaram mais 2,2 mil milhões em impostos

O Estado arrecadou mais 2.200 milhões de euros em receitas fiscais nos primeiros dez meses do ano, indicam os dados da execução orçamental divulgados esta sexta-feira.

De acordo com a Direcção-Geral do Orçamento (DGO), entre Janeiro e Outubro as verbas provenientes de impostos cresceram 8,4%, face a igual período do ano passado, confirmando o “enorme” aumento de impostos anunciado pelo antigo ministro das Finanças, Vítor Gaspar.

O IRS foi o imposto que mais contribuiu para a captação de receitas, uma suida de total de 29,9%, atingindo no final de Outubro os 11.068 milhões de euros, sobretudo devido à sobretaxa de 3,5% e a medidas de combate à fraude e evasão fiscais.

O IRC pago pelas empresas também aumentou a sua receita em 9,3%, à semelhança do IVA que, depois de uma tendência negativa, cresceu 0,4% em Outubro.

Portugal dentro das metas do défice
Portugal está a cumprir a meta estabelecida para o défice deste ano, indicam os dados da execução orçamental divulgados esta sexta-feira.

Até Outubro, o défice provisório das administrações públicas, ou seja, aquele que conta para a “troika”, foi de 6.409,1 milhões de euros, de acordo com a informação divulgada pela Direcção-Geral do Orçamento (DGO).

No mesmo período do ano passado esse défice tinha sido de 8.068,5 milhões de euros, o que significa uma redução de cerca de 1.600 milhões nos primeiros dez meses de 2013.

fonte:http://rr.sapo.pt/in

publicado por adm às 21:00 | comentar | favorito
tags: