Investidores russos interessados nos vistos 'gold'

O secretário de Estado do Turismo disse hoje que há "vários investidores" russos interessados nos vistos 'gold'.

Adolfo Mesquita Nunes falava à Lusa no âmbito da missão de captação de investimento para Portugal à Rússia, que arrancou na terça-feira e terminou hoje, numa comitiva liderada pelo vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.

O secretário de Estado do Turismo fez um "balanço positivo" da missão de dois dias.

"Do ponto de vista institucional, tivemos a presença de vários investidores interessados nos vistos 'gold' para efeitos de turismo residencial e, por isso mesmo, teremos aqui [Moscovo], no dia 10 de Dezembro, uma reunião com os principais investidores para esse efeito", afirmou Adolfo Mesquita Nunes.

Em relação à promoção do destino Portugal, "tivemos a confirmação de duas novas operações das duas maiores operadoras russas para o Algarve no próximo ano, o que significa um reforço de cerca de 30 mil turistas que vão entrar em Portugal vindos da Rússia".

Isto é "um bom sinal da confiança que os operadores russos têm no destino Portugal", salientou o secretário de Estado.

No âmbito dessa missão, Adolfo Mesquita Nunes teve reuniões com a homóloga russa com o objectivo de serem reforçados os trabalhos "para um acordo aéreo entre Portugal e Rússia que facilite os voos entre os dois países".

Ou seja, "isso significa [trabalhar] as regras que actualmente regem a criação de novas rotas ou número de rotas em que os dois governos estão a trabalhar e que é uma matéria importante em termos de turismo", salientou.

Questionado sobre o que a Rússia pensa do mercado português em termos de turismo, o governante disse que "existe a sensação de que Portugal é um destino que está a surgir com qualidade superior à dos concorrentes da bacia do Mediterrâneo".

Adolfo Mesquita Nunes sublinhou também que é "importante registar que o turismo está a ocupar um lugar importante nas missões económicas que o Ministério da Economia tem feito no estrangeiro, ou seja, que o turismo é visto e encarado como uma das actividades económicas com maior possibilidade de crescimento e de investimento estrangeiro em Portugal".

O ministro da Economia, António Pires de Lima, e o presidente da AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, Pedro Reis, integraram a comitiva da terceira ronda de captação de investimento estrangeiro a Moscovo, depois de Londres e Berlim.

 fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 22:54 | favorito