Vendas automóveis crescem 4,6% em Outubro

Programa de incentivos do governo espanhol impulsionou as vendas, segundo a associação europeia de automóveis.

As vendas de veículos novos na Europa subiram por dois meses consecutivos, pela primeira vez desde 2011, como o programa "cash-for-clunkers" espanhol (plano de incentivos que permite a troca de carros velhos por novos, com descontos) e uma recuperação económica regional que estimulou os consumidores a comprar veículos.

Os registos avançaram 4,6% em Outubro, face ao ano anterior, para 1,04 milhões de automóveis, segundo um comunicado da associação europeia de automóveis (ACEA), com sede em Bruxelas, citado pela Bloomberg. As vendas em Setembro subiram 5,5%.

A recessão recorde que se repetiu durante seis trimestres nos 17 países da zona euro terminou nos três meses até Junho e a confiança dos consumidores aumentou em Outubro.

As vendas subiram em quatro dos cinco maiores mercados de automóveis, incluindo um salto de 34% em Espanha. As vendas foram impulsionadas pelo aumento de 14% na Renault e de 6,2% na General Motors.

O crescimento em Outubro foi impulsionado por novos modelos de automóveis, como o Captur crossover da Renault e da versão mais recente do Opel Insignia da GM.

Os ganhos mensais foram os primeiros desde Agosto e Setembro de 2011, segundo o director de Economia e Estatística da ACEA, Nhu Huynh, citado pela Bloomberg.

Recorde-se que o governo espanhol aprovou em Outubro a renovação dos incentivos para vendas de carros, oferecendo um subsídio de mil euros a quem trocar o carro velho (com 7 a 10 anos) por um novo, desde que este seja mais eficiente a nível de combustíveis e que custe 25 mil euros ou menos (programa "cash for clunkers").

Além de Espanha, as vendas de carros aumentaram no mês passado na Alemanha, Reino Unido e França. Itália foi o único mercado de automóveis dos cinco maiores da Europa que encolheu.

As vendas da Volkswagen subiram 5,7% em Outubro, impulsionadas pelo salto de 24% da marca Skoda. A divisão Audi, segunda maior fabricante mundial de veículos de luxo, registou uma queda de 0,5%.

Já as vendas na Europa da Mercedes-Benz, terceira maior fabricante mundial de veículos de luxo, subiram 8,5% no mês passado.

 fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 22:46 | comentar | favorito