Bloco de Esquerda sublinha combate a "mordomias"

O Bloco de Esquerda sublinhou, esta quinta feira, que sempre combateu "mordomias" como as subvenções vitalícias. O partido acusa o CDS-PP de querer tirar "da manga esta carta" para superar "semana negra".


"O BE sempre combateu as benesses, todo o tipo de mordomias que aqueles que desempenham cargos públicos pudessem ter", declarou aos jornalistas o líder do grupo parlamentar bloquista, Pedro Filipe Soares.

As declarações surgem no dia em que o Diário Económico noticia que o Governo da maioria pretende cortar 15 por cento das subvenções vitalícias dos políticos, eliminadas em 2005, mas ainda válidas para aqueles que tivessem direito a elas antes da tomada medida.

"Em 2005 conseguimos fazer parte daqueles partidos que apoiaram esta mudança legislativa, o que permitiu dar um avanço na qualidade da nossa democracia. É curioso que o CDS, o único partido que não fez parte deste movimento, é agora o que parece ser mais radical na proposta. É um artifício, é forma, não é conteúdo", declarou Pedro Filipe Soares.

Antes, o vice-presidente da bancada do CDS-PP João Almeida defendeu, a título pessoal, a suspensão total das subvenções dos ex-políticos, considerando que um corte de 15% não é suficiente do ponto de vista ético.

"Entendo que esse esforço deve ser muito maior, entendo até que, do ponto de vista ético, não fazia sentido, neste momento, pagar qualquer subvenção a ex-políticos", afirmou.

fonte:http://www.jn.pt/Pag


publicado por adm às 00:30 | comentar | favorito