Quase meio milhão de utentes "limpos" das listas do SNS

Com a atualização serão disponibilizados mais médicos a mais famílias.

De Janeiro a setembro deste ano quase meio milhão de utentes foram excluídos das listas do Serviço Nacional de Saúde, como resultado do processo de actualização dos inscritos promovido pelas administrações regionais de saúde, escreve hoje o Jornal de Notícias (JN).

Em janeiro, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) tinha 10,7 milhões de utentes inscritos nos centros de saúde e, neste mês, a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) contabiliza 10,2 milhões de utentes. Em números absolutos, há uma redução de 479630 inscritos.

A "limpeza" das listas do SNS - passa por excluir utentes com várias inscrições ou que já morreram - uma "prioridade" do Ministério da Saúde para este ano, com o objetivo de dar médico de família a mais pessoas. Os cidadãos que não tinham contacto com o respectivo centro de saúde há mais de três anos foram sendo notificados pelas ARS para manifestarem o seu interesse em manter o médico de família.

Os dados constam de um relatório mensal da Administração Central do Sistema de Saúde, e revelam ainda que o número de pacientes com médico de família aumentou de 84,5% para 88,2%, entre Janeiro e Setembro, sendo esperada uma subida mais acentuada até ao final do ano.

 fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:22 | comentar | favorito
tags: