Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noticias do momento

Noticias do momento

21
Set13

Só 10% dos portugueses dizem não ter sido afectados pela crise

adm

No estudo Transatlantic Trends, 70% dos portugueses que responderam ao inquérito dão nota negativa à forma como o Governo tem gerido a crise económica.


Portugal é o país europeu onde a população se considera mais afectada pela crise económica. É uma das conclusões da sondagem Transatlantic Trends 2013, onde 90% dos portugueses inquiridos dizem ter sido pessoalmente afectados pela crise. 

No estudo, divulgado esta quarta-feira, 70% dos portugueses que responderam ao inquérito dão nota negativa à forma como o Governo tem gerido a crise económica. Só 10% da população portuguesa admite não ter sido afectada pela crise. 

Os outros 90% batem largamente a média europeia. A sondagem Transatlantic Trends deste ano revela que 65% dos europeus responderam afirmativamente quando lhes foi perguntado se a crise económica afectou directamente as suas vidas. Nos Estados Unidos, a mesma pergunta recebeu 75% de respostas afirmativas. 

Mas Portugal não é apenas o país que se considera mais afectado pela actual conjuntura. É também o país onde 70% dos inquiridos defendem uma redução das despesas do Estado. 

Exactamente a mesma percentagem que dá nota negativa ao Governo na gestão da crise. Neste particular, o estudo chama também a atenção para a viragem de opinião em França, um país que até há bem pouco tempo alinhado com a opinião da Alemanha e dos países do norte da Europa: aqui a taxa de reprovação do governo na gestão da crise subiu dos 57% em 2012 para 74% em 2013. 

Tendência oposta verifica-se em países como a Alemanha ou a Suécia. Neste último caso, 70% dos suecos não se sentem afectados pela crise. 

Quanto à avaliação das virtudes do projecto europeu, o estudo confirma que a crise condiciona a forma dos portugueses olharem para a União Europeia e para a moeda única. 

Se em 2012, 69% dos inquiridos tinham um olhar favorável à União, na sondagem deste ano são 49%. Também aqui abaixo da média europeia, estacionada nos 57%. 

fonte:http://rr.sapo.pt/

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D