Emigrantes portugueses querem regressar para investir no turismo

Os emigrantes portugueses em idade ativa gostariam de regressar a Portugal para investir no setor do turismo.

Esta foi a principal conclusão de um estudo da Universidade de Aveiro que salienta que o setor da hotelaria e outros serviços de alojamento, seguido da restauração e serviços recreativos e outros serviços de lazer, lidera as preferência de negócio que os emigrantes desejam implementar no futuro nas suas respetivas regiões de origens.

O estudo faz parte da tese de doutoramento da investigadora Rossana Santos sobre "O regresso dos emigrantes portugueses e o desenvolvimento do turismo em Portugal", tendo sido efetuado um inquérito junto das comunidades portuguesas a 5157 emigrantes. A faixa etária mais representada é a dos 18 anos 39 anos, num total de 54,4%.

“Há um segmento de emigrantes portugueses em idade ativa, sobretudo entre os 29 e os 39 anos e com residência em áreas rurais ou carenciadas em Portugal, com maior propensão para regressar, investir e ter um emprego no setor do turismo”, explicou a investigadora.

Os expatriados inquiridos saíram de Portugal no período entre 2005 e 2011, estão a residir no estrangeiro, pelo menos, há mais de um ano, têm espírito empreendedor, um curso superior, capital suficiente para investir e desejam regressar às suas raízes rurais.

“O regresso destes emigrantes e do respetivo investimento no setor do turismo podem contribuir para aumentar e inovar a oferta turística, bem como para aumentar a procura turística em Portugal”.

Entre os principais motivos para regressar estão a procura de um estilo de vida rural e exercer uma atividade remunerada por conta própria no setor de turismo.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/E

publicado por adm às 23:12 | comentar | favorito