Nunca houve tão poucos a descontar para a Segurança Social

Em Junho, 2,9 milhões de pessoas faziam descontos, o número mais baixo de sempre. Há, por outro lado, 3,7 milhões de beneficiários.

Nunca em Portugal houve tao poucos contribuintes a descontar para a Segurança Social. Cada vez há mais pensionistas e outros beneficiários a receber, mas o número dos que contribuem está sucessivamente a baixar.

As contas estão feitas na edição deste sábado do “Diário de Notícias”.

Em Junho, 2,9 milhões de pessoas faziam  descontos para a Segurança Social, o número mais baixo de sempre, segundo dados do Instituto de Informática e Estatística da Solidariedade (IIES) referidos pelo jornal.

Por outro lado, os pensionistas ultrapassaram os dois milhões em Maio.

Contando com os 393 mil beneficiários do subsídio de desemprego, os 105 mil com subsídio de doença e o milhão e 200 mil de titulares de abono de família, são 3,7 milhões de beneficiários.

Além disso, as contribuições são agora mais baixas, uma situação provocada pelas novas regras para atribuição do subsídio de desemprego, que levam a que as pessoas tenham de aceitar empregos com salários mais baixos, pelos cortes nas indemnizações, o congelamento do salário mínimo e, ainda, a emigração.

O resultado é que os saldos da Segurança Social e a sustentabilidade do sistema estão cada vez mais em risco.

 fonte:http://rr.sapo.pt/in


publicado por adm às 22:47 | comentar | favorito
tags: