Novas regras podem causar "perigosas subidas" do preço do pão

As novas regras de transporte de mercadorias, que entram em vigor na próxima segunda-feira, podem causar "perigosas subidas" do preço do pão. O alerta é do presidente da Associação do Comércio e Indústria de Panificação, Pastelaria e Similares (ACIP). 

"Estamos a ser pressionados para perigosas subidas do [preço do] pão. Não se esqueçam que por muito pouco fizeram-se grande revoluções. Quando as mães deixam de ter os parcos cêntimos para comprar o pão para os seus filhos as coisas começam a complicar-se", advertiu José Francisco, admitindo que os custos necessários para cumprir as novas obrigações vão ter consequências para o consumidor e pedindo "cautela". 

"Se vamos alterar a lei, vamos melhorá-la, não vamos fechar as portas às microempresas", apelou o responsável da ACIP, usando a ironia para criticar a carga burocrática necessária antes de cada entrega: o 'slogan' usado nas carrinhas vai ter de ser alterado de "pão quente" para "pão morno" ou "pão frio". 

"A partir de segunda-feira, ou arrancamos ilegalmente ou vai ser o caos", acrescentou António Dias, da Associação dos Transitários de Portugal (APAT). 

Os representantes das associações questionaram como vão cumprir as obrigações sem estar ainda disponível o número de telefone para comunicar com a Autoridade Tributária e obter o código necessário para iniciar o transporte e lembraram que a Internet ainda não está disponível em todas as zonas do país e que o Portal das Finanças está muitas vezes indisponível. 

A ACIP é uma das nove associações que integram uma plataforma que apelou, esta sexta-feira, à suspensão desta legislação, por trazer custos acrescidos para os operadores e provocar atrasos no abastecimento de diversos bens. 

fonte:http://rr.sapo.pt/in

publicado por adm às 23:34 | favorito