Poupança das famílias volta a bater máximo histórico

O indicador de poupança APFIPP/Universidade Católica subiu de 124,7 pontos em Abril para 125,7 pontos em Maio, renovando o seu máximo histórico.

De acordo com a metodologia deste indicador, o valor registado em Maio significa que a poupança das famílias portuguesas já representa mais de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) português.

O indicador de poupança APFIP/Universidade Católica procura antecipar a evolução da taxa de poupança das famílias portuguesas em percentagem do PIB e resulta da análise ao comportamento de um conjunto alargado de fontes estatísticas.

O indicador de poupança assumiu o valor 100 no último trimestre de 2000, quando a taxa de poupança foi cerca da 8% do PIB.

Assim, cada 12,5 pontos do indicador representam cerca de 1% do PIB. Quando o indicador atinge o valor 125, a poupança das famílias é cerca de 10% do PIB.

 fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 20:51 | comentar | favorito