Quinze detidos por suspeita de burla de três milhões à Segurança Social

O inquérito é conduzido pelo Ministério Público de Vila Nova de Gaia e tem como alvo a atribuição ilícita de prestações sociais.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve na zona do Grande Porto 15 pessoas suspeitas de estarem envolvidas numa burla à Segurança Social que já ultrapassa os três milhões de euros. Entre os detidos está um funcionário da Segurança Social.

O inquérito é conduzido pelo Ministério Público de Vila Nova de Gaia e tem como alvo a atribuição ilícita de prestações sociais, como subsídios de desemprego e de doença e pensões de reforma.

A PJ diz que o grupo – 11 homens e quatro mulheres, com idades entre os 22 e os 60 anos – usava documentos falsificados e demonstrava conhecimento nos processos de instrução deste tipo de processos.

No inquérito já está identificado um elevado número de beneficiários destas burlas.

fonte:http://rr.sapo.pt/in


publicado por adm às 20:30 | comentar | favorito
tags: