Faria de Oliveira renuncia ao cargo de presidente da CGD

Mas esta não deverá ser a única saída. Ao que a Renascença apurou, o vice-presidente, Norberto Rosa, também deverá ser substituído. Lugar de Nogueira Leite ainda não foi ocupado.


O presidente do conselho de administração, Faria de Oliveira, formalizou esta quarta-feira o pedido de renúncia ao cargo. Uma informação confirmada pela Renascença junto de fontes bancárias.

Faria de Oliveira, que é agora presidente da Associação Portuguesa de Bancos (ANB), já tinha manifestado em Novembro do ano passado vontade de sair. Em causa estão as exigências da Associação, que ocupa cada vez mais o tempo do gestor, segundo as mesmas fontes.

Mas esta não deverá ser a única saída. Ao que a Renascença apurou, o vice-presidente, Norberto Rosa, também deverá ser substituído, neste caso porque atingiu o limite de três mandatos consecutivos. 

Pedro Rebelo de Sousa, num cargo não executivo, apresentou a demissão em Abril por incompatibilidades profissionais. 

Por ocupar está ainda o lugar de Nogueira Leite, que saiu da administração da Caixa em Dezembro do ano passado e até agora ainda não foi substituído. Para esta sexta-feira, dia de assembleia geral, são então esperadas novidades na composição do conselho de administração.

fonte:http://rr.sapo.pt/in

publicado por adm às 21:28 | comentar | favorito
tags: