DECO considera «despropositado» aumento de electricidade

A DECO relembrou esta sexta-feira que o aumento de 30 por cento na electricidade já em 2012 é exagerado, uma vez que, 42 por cento da factura da luz corresponde a «custos de interesse geral». Custos que o Governo pode vir a cortar através de uma alteração legislativa.

«É despropositado e não parece haver qualquer razão técnica», afirmou o secretário-geral da associação de defesa dos consumidores, Jorge Morgado, cita a Lusa.

A este aumento no preço da luz acresce o aumento do IVA de seis para 23 por cento nas contas de electricidade.

O presidente da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), Vítor Santos, admitiu não saber ainda qual a proposta da variação das tarifas em 2012,mas, garantiu que 30 por cento de aumento são à priori excessivos.

O Presidente da República, Cavaco Silva, confrontado com esta notícia não comentou a possibilidade do aumento da luz, no entanto, lançou recados de alerta aos consumidores com mais dificuldades.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 20:53 | favorito