Portugueses consomem mais produtos nacionais

Os portugueses consomem cada vez mais produtos "Made in Portugal", e mais de metade dos portugueses admite aumentar as compras dos produtos nacionais, relacionando esse consumo com a proteção dos empregos.

De acordo com um estudo do IPAM, que visa avaliar o consumo "Made in Portugal", nos setores alimentar, vestuário e acessórios, calçado e artigos para o lar,  47% dos inquiridos afirmam que "mais de metade das compras de produtos nacionais é do setor alimentar, cujos produtos constam sempre do cesto de compras".

Esse valor desce para 12,8% quando se trata do setor do calçado na totalidade das compras, 3% no setor do vestuário e acessórios e apenas 1,3% no setor dos artigos para o lar.

O estudo fez também a avaliação dos produtos nacionais e 63,2% dos inquiridos consideram que têm design, já 53,4% consideram que são difíceis de identificar, 50,5% que não têm uma boa relação qualidade/preço, e 83,6% consideram que são de alta qualidade.

Uma larga maioria, 86,3% discordam que sejam imitações das marcas internacionais, 91,1% também discordam que duram pouco tempo e 60,7% também não acham que não tenham  informação acessível.

Os inquiridos discordam ainda que estejam na moda (57,1%), que sejam vendidos em muitos países (75,3%), que sejam intensamente publicitados (89,3%), que dêm prestígio a quem os consome (64,2%), que sejam pouco atrativos (74,2%), que sejam difíceis de encontrar (76,4%) e que sejam baratos (63,2%).

Para 74,9% dos respondentes “comprar produtos fabricado noutros países coloca os
portugueses no desemprego”, pelo que deveriamos “optar por bens nacionais em vez de deixarmos que os outros países enriqueçam à nossa custa” (59,4%), sendo ainda da opinião de que “é sempre melhor comprar produtos feitos no nosso país” (72,1%), “hoje e sempre” (82,6%), porque significa “manter Portugal a trabalhar” (89,7%). No entanto, não concordem com a “proibição da venda de produtos estrangeiros no mercado Português” (88,1) nem com a “colocação de entraves legais às importações” (59,1%), nem são favoráveis a rotular de “não ser português quem consome produtos estrangeiros” (73,3%).

Apesar de se mostrarem favoráveis a comprar sempre produtos nacionais, 68% dos inquiridos acha que essa preferência sai mais caro.

O estudo revelou ainda que “os portugueses vão consumir mais Produtos «Made in Portugal»” (57,5%), apesar de estarem “a caminhar para a pobreza (79,2%).

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/E

publicado por adm às 22:50 | comentar | favorito