Lei impede taxistas de transportar doentes

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, disse hoje que o quadro legal não permite que o transporte de doentes seja efectuado em táxis, mas revelou que foi criado um grupo de trabalho para estudar a matéria.

Segundo Paulo Macedo, os taxistas vão ser recebidos, em maio, pelos secretários de Estado do Ministério da Saúde “para analisar a situação”.

Falando aos jornalistas, em Amarante, à margem da inauguração do novo hospital da cidade, o ministro comentava a marcha de protesto de taxistas que se realiza hoje em Lisboa.

Os profissionais daquele sector exigem participar na discussão sobre o transporte de doentes não acamados, que o Governo pretende entregar aos bombeiros.

Para Paulo Macedo, o mais importante para o Governo é haver “um esforço no sentido de serem assegurados os transportes às populações”.

“Em termos de transportes, há aqui todo um percurso de racionalização que era preciso fazer e que tem vindo a ser feito, designadamente com os meios para transportar não apenas um doente, mas um, dois, três ou quatro, de acordo com os percursos predefinidos e uma gestão integrada”, explicou.

Recordando que o transporte de doentes “era uma área de elevadíssima fraude”, o ministro reafirmou que “as administrações regionais de saúde e os hospitais têm vindo a fazer, paulatinamente, uma gestão integrada que, de forma mais racional, continue a assegurar aquilo que é essencial, que é o transporte dos doentes de uma forma eficaz”.

fonte:Lusa / SOL

publicado por adm às 23:36 | comentar | favorito