Novo modelo de portagens vai ter tarifas mais baratas para regiões desfavorecidas

Secretário de Estado assegura que Governo ouviu os apelos das populações e "está a trabalhar para ter um sistema mais justo".

O secretário de Estado dos Transportes garantiu que ainda este ano entrará em vigor um novo sistema de cobrança de portagens nas antigas SCUT, discriminando positivamente as regiões mais desfavorecidas do país. 

O novo modelo está a ser preparado pela empresa Estradas de Portugal (EP) e, garantiu Sérgio Monteiro, prevê a "equidade na cobrança" e uma tarifa "mais barata" nas vias do interior, com a definição de um valor máximo em função do índice de desenvolvimento. 

"Desde o primeiro ao último quilómetro vai ser cobrado o mesmo e não como com o sistema actual, em que umas zonas [na mesma auto-estrada] pagavam muito mais para que outras zonas não pagassem", explicou o governante. 

Reforçou ainda que as tarifas do sistema a implementar nas antigas SCUT (vias Sem Custos para o Utilizador) "ainda este ano" serão definidas em função do desenvolvimento de cada região. 

"Haverá equidade na cobrança. O valor máximo cobrado em cada um das vias via ter em conta o seu índice de desenvolvimento económico", disse ainda. 

O governante falava durante uma visita de trabalho a Valença e Vila Nova de Cerveira, em que acertou com o homólogo Rafael Catalã, secretário de Estado das Infra-estruturas e Transportes de Espanha, os novos modelos de pagamento para estrangeiros nas antigas Scut. 

"Hoje, as vias do interior e aquelas que estão em zonas mais desfavorecidas, queixam-se que o preço por quilómetro é caro e que as pessoas e empresas que lá desenvolvem a sua actividade não têm capacidade para fazer esse pagamento. O Governo ouviu esse apelo e está a trabalhar para ter um sistema mais justo", sublinhou.

fonte:http://rr.sapo.pt/in

publicado por adm às 20:53 | comentar | favorito