Televisão pública sul-coreana proíbe novo vídeo de Psy

O novo vídeo do cantor sul-coreano Psy, "Gentleman", foi proibido na televisão pública da Coreia do Sul, por ser passível de "prejudicar a ordem pública".

Em comunicado, a estação pública KBS considerou que algumas imagens do vídeo são um mau exemplo para os telespectadores mais jovens e que o vídeo não respeita os critérios de difusão, estabelecidos pela KBS.

As imagens mostram o cantor a andar no meio da rua e a dar pontapés em separadores, nos quais se pode ler "proibido estacionar".

"Proibimos formalmente qualquer material susceptível de prejudicar a ordem pública", declarou a KBS.

A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, felicitou o cantor por ter respeitado escrupulosamente os direitos de autor e pagado uma soma, não divulgada, por ter usado um passo de dança de um grupo feminino, Brown Eyed Girls, no seu vídeo.

Psy, ou Park Jae-sang, de 35 anos, pagou 'royalties' aos coreógrafos que criaram o passo - um movimento de ancas - que as jovens cantoras usaram no vídeo da música "Abracadabra", de 2009.

Este "reconhecimento do valor da criatividade de outras pessoas é um caso exemplar", declarou hoje a chefe de Estado sul-coreana, num encontro com responsáveis políticos e económicos.

"Gentleman", que estreou no sábado na rede de partilha de vídeos YouTube, registava hoje, às 11:00 em Lisboa, 142 milhões de visualizações.

A anterior canção de Psy, "Gangnam Style", é o vídeo mais visto da história do YouTube, com 1,5 mil milhões de visualizações até ao momento.

fonte:Lusa/SOL

publicado por adm às 00:06 | comentar | favorito