Quase 348 mil desempregados vão receber de volta corte de 6%

TC chumba corte nos subsídios de doença e de desemprego com efeitos retroactivos.

Mais de 347 mil desempregados vão deixar de ter um corte de 6% no seu subsídio de desemprego e verão ainda reposto o valor retido pela Segurança Social desde o início do ano. Isto porque o Tribunal Constitucional chumbou a contribuição de 6% que começou a ser aplicada em Janeiro.

Como este corte envolvia apenas os subsídios de cariz previdencial, o subsídio social de desemprego, destinado a agregados de baixos rendimentos, não foi afectado.

De acordo com as estatísticas da Segurança Social, em Janeiro, quase 346 mil desempregados receberam a principal prestação de desemprego, número que subiu para 347.781 em Fevereiro. Os dados de Março ainda não estão disponíveis.

Também desde Janeiro, os subsídios de doença foram sujeitos a uma taxa de 5%, que terá agora de ser devolvida aos beneficiários. Este corte deixa de fora baixas inferiores a 30 dias.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 18:48 | comentar | favorito