Descontos até 80% aliciam portugueses em época de crise

Comprar em época de saldos faz cada vez mais sentido, mas Confederação do Comércio e Serviços não espera que as vendas consigam atingir o nível do ano passado.

O poder de compra das famílias tem vindo a baixar de modo acentuado, pelo que a época de saldos, com reduções a chegar aos 80%, desperta o interesse dos portugueses que ainda procuram algumas pechinchas. 

"As coisas estão bastante mais baratas, as lojas baixaram bastante os preços", afirma Sandra à agência Lusa, sem adiantar o apelido. 

Apesar de reconhecer que tem "menos dinheiro na carteira este ano", Sandra, que andava às compras na Baixa de Lisboa, considera que continua a valer a pena comprar nesta altura do ano. 

"Os saldos são muito aliciantes, os preços são mais acessíveis, principalmente, nas grandes marcas", confirma Maria, confessando que "só hoje" começou a procurar peças de vestuário e de calçado em época de saldos. 

A época dos saldos arrancou a 28 de Dezembro, apenas três dias depois do Natal, e mantém-se até ao final de Fevereiro. Não é previsível que, ainda assim, recupere o negócio, "nem sequer para o nível do ano passado", considera o presidente da Confederação do Comércio e Serviços (CCP), João Viera Lopes. 

A CCP lamenta "a deficiente gestão de expectativas, quer por parte do Governo, quer das instituições internacionais". 

"Estão sempre a falar em sacrifícios, sacrifícios, sacrifícios e a sensação que temos é que as pessoas ainda estão a gastar menos do que poderiam, tendo em conta a incerteza em relação ao futuro", afirma Vieira Lopes.

fonte:http://rr.sapo.pt/

publicado por adm às 20:45 | comentar | favorito