Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Noticias do momento

Noticias do momento

06
Nov12

Fibra ótica chega às zonas rurais do Norte em 2013

adm

O presidente executivo da DSTelecom anunciou esta terça-feira, em Mogadouro, que 80 % da rede de fibra ótica prevista para as zonas rurais do Norte já está construída e que estará disponível no primeiro semestre de 2013.

Em fevereiro de 2010, a DSTelecom, de Braga, que ganhou os concursos para as redes de nova geração (RNG) das zonas rurais do norte e sul de Portugal, anunciou um investimento de 108 milhões de euros em nove mil quilómetros de fibra ótica.

Hoje, em Mogadouro, o presidente executivo da DSTelecom, Xavier Rodriguez-Martín, disse que este investimento, em 79 concelhos do Norte e do Sul, é «o maior em curso em Portugal no ramo das comunicações e que abrange mais de nove mil quilómetros de cabos de fibra ótica».

Segundo o responsável, nos três primeiros anos do projeto vão ser investidos cerca de 100 milhões de euros, dos quais 56 mil são provenientes de fundos comunitários.

«Esta é uma rede pioneira, já que existem poucas redes rurais de banda larga no mundo e que tem a ver com a utilização de um cabo específico para ser utilizado em zonas de baixa densidade populacional, que poderá ser utilizado para ligar a uma distância de 200 metros até à casa do utilizador», acrescentou.

A DSTelecom acredita que este investimento é o mais utilitário do século XXI e que só pode ser comparado com aquilo que aconteceu no século XX, com a instalação de redes de abastecimento de água e saneamento às populações rurais.

Do montante global, 60% serão investidos na região Norte, abrangendo 44 concelhos das regiões de Trás-os-Montes, Minho, Douro, Cávado, Ave, Tâmega e Sousa, o que corresponde a 13,6% da superfície do país e servirá 4,6% da população (cerca de 450 mil pessoas).

Já no Sul, a empresa vai intervir em 35 concelhos das regiões do Alentejo e Algarve, o que garante uma cobertura de 19% do país e 2,5% da população (cerca de 250 mil pessoas).

No total, são cerca de 20 mil quilómetros quadrados que serão cobertos com este projeto, considerado pioneiro pelos promotores, e vocacionado para a melhoria das condições de vida dos utilizadores de comunicações em regiões do interior.

Os principais objetivos do projeto passam por instalar rede de fibra ótica em zonas rurais, permitir o acesso neutro a operadores, levar a banda larga a localidades de média dimensão, permitir acesso a redes municipais e parceria com projetos de cidades e regiões digitais, entre outras aplicações.

Na região Sul avança-se para a conclusão dos primeiros 45% da rede de banda larga, estando prevista a conclusão deste traçado de fibra ótica para finais de 2013.

Em 2014 e 2015, a empresa prevê o início de uma verdadeira revolução em matéria de telecomunicações no mundo rural.

fonte:;http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D