Crise chega ao McDonald's

Em tempos de crise, um dos gastos que as famílias mais tendem a cortar é em restaurantes. Cortam-se os jantares fora e, quando se sai, opta-se pelas alternativas mais baratas. Um princípio que, durante boa parte da crise mundial, ajudou as cadeias de fast food a crescerem, enquanto outros restaurantes, com preços mais elevados, definhavam. Mas até a este segmento, a crise está a chegar.

A McDonald's acaba de anunciar uma queda nos lucros do terceiro trimestre deste ano. Pelo segundo trimestre consecutivo, os resultados da empresa dececionaram os analistas de Wall Street. 

Embora os lucros continuem a ser elevados - caíram de 1,51 para 1,46 mil milhões de dólares, entre o terceiro trimestre do ano passado e o deste ano - as receitas do grupo (nos restaurantes abertos há pelo menos 31 meses) cresceram apenas 1,9%. Foi o primeiro crescimento inferior a 2% desde o segundo trimestre de 2003.

Mas a prova de que a crise começa a chegar é que as vendas de outubro já estão a cair. Uma tendência que o grupo atribui não só à crise económica, que penaliza o consumo, mas também ao fortalecimento do dólar face ao euro, enfraquecido por essa mesma crise.

Há um ano, o McDonald's apresentava resultados que, pelo contrário, ficaram acima do esperado, num crescimento de 9%. Para os analistas, é o inverter de uma tendência.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 22:35 | comentar | favorito
tags: