Casas usadas representam mais de 70% das vendas

Mais de 70% do total das vendas habitacionais realizadas pela «pool» de empresas que integra o SIR- Sistema de Informação Residencial na Área Metropolitana de Lisboa (AM de Lisboa) são referentes a casas usadas, de acordo com a Confidencial Imobiliário.

A conclusão refere-se ao período acumulado entre o segundo trimestre de 2011 e o primeiro trimestre de 2012, quando foram registadas 1.319 transações habitacionais na AM de Lisboa por aquelas empresas.

O preço médio de venda das casas usada para o período em análise foi de 1.249 euros/metro quadrado, bastante abaixo do preço médio a que foram concluídas a vendas de habitação nova na área metropolitana, nomeadamente 1.840 euros/metro quadrado.

O concelho de Lisboa foi palco de 30% do total das transações registadas no SIR no período acumulado, seguindo-se os concelhos de Sintra (11%) e Vila Franca de Xira (10%). 

As vendas de valor mais elevado foram também concluídas no concelho de Lisboa, no qual o preço médio de venda atingiu os 2.027€/metro quadrado no período acumulado. 

Nos concelhos de Sintra e Vila Franca, os preços médios de venda atingiram, nesse período acumulado, 912€/metros quadrados e 1.170€/metros quadrados, respetivamente
O tempo médio de absorção foi, no 1º trimestre de 2012, de 16 meses na AM Lisboa para os fogos novos e de 8 meses para os usados. 

O concelho de Palmela registou o tempo médio de absorção mais elevado da região no 1º trimestre de 2012: 19 meses. Já Sintra e o Montijo registaram os valores mais baixos, com as casas a demorarem, em média 7 meses, a serem vendidas, no 1º trimestre de 2012. 

Em Lisboa, Cascais e Oeiras, a absorção  fixou-se entre os 9 e os 12 meses nos primeiros três meses do ano.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 22:14 | comentar | favorito
tags: