Cimpor quer cortar 60 trabalhadores para se ajustar à crise

RYANAIR

Já saiu o novo Calendário de Hospedeiras 2013

Empresas

Cimpor quer cortar 60 trabalhadores para se ajustar à crise

Empresa prevê 40 pré-reformas e 20 rescisões por mútuo acordo

  • PorRedacção
  • 2012-10-16 20:15
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
0 votosComentários
  •  
  •  
  •  

 

A Cimpor aprovou um processo de reestruturação que prevê a redução de 60 trabalhadores, através de 40 pré-reformas e 20 rescisões por mútuo acordo, com o objetivo de ajustar a estrutura da empresa à realidade do país. 

O presidente do conselho de administração da Cimpor, Daniel Proença de Carvalho, confirmou à Lusa que a empresa está a desenvolver um processo de reestruturação, que tem em conta «a redução do volume de negócios, que se tem vindo a registar nos últimos anos, de forma consistente, ao nível do mercado interno» e sem que estejam previstas melhorias nos próximos anos. 

A reestruturação prevê a dispensa de 60 trabalhadores das áreas administrativa e corporativa, dos quais 40 passarão a uma situação de pré-reforma e 20 poderão rescindir contrato por mútuo acordo. 

Daniel Proença Carvalho sublinhou que «a Cimpor reafirma o seu compromisso de manter o centro de competências em Portugal».

De acordo com fonte da cimenteira portuguesa, a idade média dos 60 trabalhadores é de 55 anos, adiantando que a Cimpor vai disponibilizar aos funcionários os serviços de uma empresa de recursos humanos para estudar a situação caso a caso e agilizar o seu regresso ao mercado de trabalho. 

Segundo a mesma fonte, o grupo emprega mais de 9.700 funcionários.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 21:42 | comentar | favorito
tags: