Água que nasce no Luso é bebida em 20 Países

Criada para explorar um recurso local através dos banhos termais, cujas virtudes terapêuticas foram apreciadas pela rainha D. Maria I, a Sociedade da Água de Luso vende hoje 16 milhões de litros por mês


Acomemorar em 2012 os 160 anos de existência, a Sociedade da Água de Luso (SAL) define-se hoje como uma "marca líder em inovação, quer ao nível da embalagem quer de produtos", afirma Nuno Pinto de Magalhães, director de comunicação e de relações internacionais.

Com sede na vila do Luso, concelho da Mealhada, na Região Centro, a empresa foi criada para explorar um recurso local através dos banhos termais do Luso, cujas virtudes terapêuticas "foram bem apreciadas pela rainha D. Maria I".

Só mais tarde começou a comercializar a água mineral natural do Luso engarrafada, refere o responsável. Este continua a ser o enfoque da empresa, quer para o mercado nacional quer para exportação. Paralelamente, foi constituída uma sociedade para gerir as termas, com "novas valências, para além do termalismo clássico".

Nos últimos anos, a SAL "tem acompanhado o desenvolvimento humano e tecnológico, tornando-se cada vez mais competitiva, tendo como objectivo principal a satisfação dos seus clientes e a preocupação constante com a formação e valorização dos seus recursos humanos, indispensáveis à manutenção e progresso futuro da empresa".

Actualmente, a empresa vende cerca de 16 milhões de litros de água por mês, segundo os dados de 2011. Exporta para mais de 20 países, entre os quais se destacam Angola, Suíça, Alemanha, França, Inglaterra, Estados Unidos da América e Canadá. O objectivo é, segundo Nuno Pinto de Magalhães, continuar a crescer: "Tornar esta linha de negócio com mais valor acrescentado, sendo a inovação de novos produtos um eixo determinante para o atingir".

O seu volume de negócios foi de 34,4 milhões de euros, em 2011. "Este ano certamente que o resultado vai ser afectado pela quebra de volume de vendas que, até ao final do primeiro semestre, representava cerca de 10%", diz o director.

Ao longo dos anos, a inovação tem sido uma aposta da marca. Entre os marcos mais importantes, Nuno Pinto de Magalhães destaca a criação de produtos como "a garrafa compactável, a Sport Luso, o gelo Luso e os lançamentos mundiais das Formas Luso, da Ritmo Luso e mais recentemente da Luso Fruta".

A preocupação da empresa com "a sustentabilidade quer ao nível da utilização do recurso natural quer do impacte ambiental das suas embalagens" é referida pelo responsável como fundamental e constitui um marco importante na sua história. Outro momento relevante foi a certificação. "É a única água no Mundo que é marca produto certificado segundo a Certif - Associação Portuguesa de Certificação", refere o director da empresa.

Nuno Pinto de Magalhães destaca ainda a preocupação da SAL com a comunidade onde está inserida, que se traduz "num intenso plano anual de-senvolvido pela Fundação Luso". Entre as várias iniciativas promovidas no âmbito desse programa, destaca a atribuição local e anual do Prémio de Empreendedorismo, o apoio à recuperação do trilho da água da Mata do Buçaco e a implementação de hortas pedagógicas com as crianças das escolas do 1º Ciclo do concelho da Mealhada.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/


publicado por adm às 20:45 | comentar | favorito