Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noticias do momento

Noticias do momento

11
Out12

IMI: Deco deteta erros nas reavaliações de imóveis

adm

Associação reconhece que muitas avaliações são feitas sem sair da secretária, com base em dados disponíveis nas finanças

A Deco Proteste encontrou erros em algumas reavaliações feitas este ano pelas finanças ao valor patrimonial tributário dos imóveis e aconselha aos consumidores que tenham atenção redobrada, para não serem prejudicados no valor do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) a pagar.

Um conselho deixado, através da TSF, aos contribuintes que estão a receber as reavaliações. A Deco acrescenta ainda que, na maioria dos casos, quem teve uma avaliação de 2005 a 2008 deve ir às finanças pedir uma atualização do valor do imóvel pois existem fatores que influenciam o imposto e que não são automaticamente alterados pelo fisco.

O fiscalista da associação de defesa do consumidor, Ernesto Pinto, explica que já receberam alguns casos de áreas mal calculadas o que pode gerar grandes diferenças no IMI a pagar pelo contribuinte. A associação pede por isso atenção às áreas, mas também ao coeficiente de localização que também serve para o fisco determinar o valor da casa.

Para além das reavaliações feitas este ano, onde já foi detetado este tipo de erros, a Deco explica que existem fatores importantes para determinar o imposto e que não são automaticamente atualizados pelas finanças nas casas que foram avaliadas entre 2004 e 2009 (há mais de três anos mas depois do novo regime de 2004). 

Conhecendo um pouco como funciona o mundo das avaliações, é mais fácil perceber como e porque surgem estes erros. Noutra reportagem, a mesma TSF dá voz à Associação de Avaliadores de Engenharia, onde esta lembra que o Estado não paga o transporte dos avaliadores e que por isso muitas são feitas sem sair da secretária, recorrendo aos dados disponíveis nas Finanças. 

O presidente desta associação, que dá formação aos peritos que fazem as avaliações dos imóveis, diz que «ou o perito põe do bolso dele e fica a perder o dinheiro todo, ou não põe do bolso dele».

Aníbal Lopes alerta por isso que, se a casa não foi visitada por um perito, isto pode ser um indício de que as coisas não estão bem.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D