Construção nacional em décimo lugar do ranking europeu

Portugal manteve, no ano passado, o décimo lugar em volume de vendas das empresas de construção, segundo um estudo da Deloitte que estima um aumento do investimento na ordem dos 0,8% para 2013.

Segundo o estudo European Powers of Construction (EPoC), citado pela Lusa, a tabela de vendas em 2011 foi dominada pela França, Espanha e Reino Unido, com as francesas Vinci e Bouygues e a espanhola ACS a ocuparem os três primeiros lugares.

Grécia, Dinamarca e Polónia posicionaram-se no extremo oposto.

As portuguesas Mota-Engil (29º lugar), Teixeira Duarte (40º) e Soares da Costa (48º) figuram também entre as 50 maiores empresas europeias.

O EPoC estima que o investimento na construção continue a diminuir em 2012 (-1,7% na zona euro e -0,4% nos 27 países da União Europeia), mas admite uma ligeira recuperação em 2013 (0,6% na zona euro e 1,4% na UE27), avançando com estimativas de 0,8% para Portugal.

O estudo prevê um investimento mundial médio anual de 1,6 biliões de dólares (1,2 biliões de euros), até 2030, provenientes sobretudo dos BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), que representam 40 por cento da população mundial e 15 por cento da economia mundial.

Cerca de 374 mil milhões de dólares (289 mil milhões de euros) serão destinados a infraestruturas de transporte, de acordo com o EPoC.

O mesmo documento adianta que a internacionalização tem sido a forma das empresas contornarem a crise no mercado doméstico e noutros mercados europeus, com o volume de vendas internacional a crescer 3% para os 52% em 2011 e reforço da presença no continente americano.

Outra das estratégias tem sido a diversificação em atividades não-construção.

Na análise de Miguel Eiras Antunes, consultor da Deloitte para o sector da Construção, as construtoras portuguesas devem aproveitar as oportunidades emergentes da agenda europeia, manter o foco nos mercados internacionais, sanear financeiramente as empresas e redimensionar o setor, reduzindo o número de empresas.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 23:24 | favorito