CGA conta mais 28 reformas "douradas" em Outubro

Entre os 1336 funcionários públicos que se reformam em Outubro, há 28 com pensões acima dos quatro mil euros mensais. Mas o ritmo de novos pensionistas desce no próximo mês, sendo preciso recuar a Novembro de 2009 para encontrar um número mais baixo. 

Magistrados, médicos e professores catedráticos são os "titulares" das quase três dezenas de pensões acima de 4 mil euros. Neste conjunto, incluem-se oito de valor acima dos cinco mil euros por mês. Por comparação com os primeiros três meses do ano, o número das chamadas reformas "douradas" é agora mais pequeno, representando ainda assim 2% do total.

A lista da Caixa Geral de Aposentações (CGA), hoje publicada no Diário da República indica que há 1336 novos reformados a partir do próximo mês, o que representa o número mais baixo dos últimos meses. É mesmo preciso recuar até Novembro de 2009 para obter um valor inferior.

Medidas como a entrada em vigor mais cedo do que o previsto da maior penalização nas reformas antecipadas (que subiu de 4,5% para 6% de penalização por cada ano antes da idade legal da reforma) e mais tarde o corte salarial provocaram ao longo destes dois últimos anos uma verdadeira "corrida" para a reforma.

 Setembro, com 1500 novos reformados, e agora Outubro parecem todavia indiciar que o efeito daquelas medidas está a dissipar-se e que ritmo de pedidos de reforma está a regressar aos valores habituais.

A reflectir o efeito das alterações efectuadas ao estatuto da aposentação e das mudanças posteriores está o valor médio das novas pensões atribuídas e que tem sido inferior aos 120 euros mensais.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/E

publicado por adm às 23:20 | comentar | favorito