Venda de carros cai 42% até setembro

A venda de automóveis em Portugal caiu 42,1% entre janeiro e setembro deste ano, face ao mesmo período do ano passado, anunciou a Associação Automóvel de Portugal (ACAP) em comunicado.

Uma queda que leva a ACAP a exigir ao Governo um plano de incentivos ao abate de carros antigos e substituição por carros novos.

«Esta contínua queda do mercado é dramática para as empresas do comércio automóvel. Em Espanha, com uma queda de mercado inferior à nossa, este plano foi reintroduzido a partir de hoje, dia 1 de Outubro», lembra a associação.

Nos primeiros nove meses deste ano foram vendidos 86.803 veículos, sendo que 74.461 unidades dizem respeito a ligeiros de passageiros, onde se registou uma descida de 39,7%. Nos comerciais ligeiros, venderam-se 10.823 unidades, uma queda de 55,1%, e nos pesados, as vendas ascenderam a 1.519 unidades, menos 38,6%.

Só em setembro, as vendas ficaram-se pelos 7.693 veículos, menos 35% que no mesmo mês de 2011. Só nos ligeiros de passageiros, a queda foi de 30,9%, para 6.358 unidades, «um nível de mercado historicamente baixo», segundo a ACAP. 

Já nos comerciais ligeiros, a queda de setembro face ao homólogo foi de 54,1%, com apenas 1.119 unidades vendidas. 


Os veículos pesados de passageiros e de mercadorias foram os únicos em contra ciclo, com um crescimento de 13,1% nas vendas em setembro, para 216 veículos.
«Importa assinalar que a última vez que este mercado registou uma variação positiva foi há precisamente doze meses», refere a ACAP.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 22:46 | comentar | favorito