Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Noticias do momento

Noticias do momento

26
Set12

Dos 593 supermercados estes são os mais baratos

adm

Os supermercados Jumbo têm os preços mais baixos. A conclusão é da Deco, na edição de outubro da revista Deco/Proteste. A associação de defesa do consumidor analisou 593 superfícies comerciais espalhadas por todo o país, e descobriu que esta cadeia tem preços mais competitivos.

No âmbito deste estudo, a Deco recolheu e analisou quase 70 mil preços para três cabazes de compras: um com cem produtos que privilegia as marcas do fabricante e representa o consumo médio de uma família portuguesa, outro com 81 produtos para quem escolhe o mais barato e um terceiro com 58 produtos apenas de marca própria.

«Para todas as compras do cabaz 1, temos apenas um vencedor (...) dos preços mais baixos: isolado na liderança, o Jumbo, na Amadora, arrasa os Mosqueteiros e o Continente que brilharam no estudo anterior», escreve.

Além do Jumbo da Amadora, também o Jumbo de Vila Nova de Gaia e o Jumbo de Rio Tinto apresentam preços mais baixos.

O segundo lugar é partilhado pelas cadeias Continente, Modelo Continente, Pão de Açúcar e Pingo Doce, caindo o Continente Bom Dia para a terceira posição. 

No cabaz 2, para quem escolhe o mais barato, o Jumbo faz-se acompanhar do regresso do Aldi ao primeiro lugar, mantendo as lojas Continente o segundo lugar. O Lidl, Continente Bom Dia e Ecomarché colam-se ao topo.

No cabaz três, as diferenças de preços não são muitas: «As marcas próprias das cadeias praticam um nível de preços muito semelhantes», conclui o estudo da associação, que destaca pela negativa os preços elevados da marca da cadeia Supercor, que são 6% mais caros do que os do Continente, do Continente Modelo e do Pingo Doce.

O estudo da Deco conclui ainda que as compras online perderam este ano terreno face a 2011 e estão entre «as mais caras».

Escolher bem permite poupar mais de 400 euros/ano

É preciso estratégia para conseguir poupar um volume considerável ao final do ano. É preciso escolher bem onde comprar.

«No confronto entre distritos, Vila Real, Santarém, Porto, Braga, Leiria, Castelo Branco e Beja são onde pode poupar mais. Se gastar uma média de 150 euros mensais e viver perto da Rua Agostinho Neto, em Lisboa, pode poupar 404 euros. Escolha um dos supermercados mais baratos: para poupar mais, entre no Continente Bom Dia e não no Japão, da Rua Morais Soares. Em Beja, para o mesmo cenário, a morada certa vale uma poupança de 500 euros», esclarece a Deco.

Ou seja, passar do supermercado mais caro para o mais barato, ao final do ano compensa. E bastante.

Os cartões cliente são uma arma para atrair compradores fidelizados e são, de facto, também uma boa opção para quem quer poupar na conta do supermercado, garante a Deco. 

Neste exame à lupa feito aos supermercados de todo o país, a Deco concluiu também que quem vive no interior pode ter uma fatura mais pesada a pagar. Em Viseu e Bragança, por exemplo, os preços são quase 10% superiores aos praticados em Lisboa ou no Porto.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D