Buscas domiciliárias a ex-ministros socialistas

Mário Lino, António Mendonça e Paulo Campos foram esta manhã alvo de buscas domiciliárias por parte do Ministério Público, apurou a TVI.

Mário Lino e António Mendonça, dois ex-ministros das Obras Públicas socialistas, bem como Paulo Campos, que foi secretário de Estado das Obras Públicas, foram esta manhã alvo de buscas domiciliárias por parte do Ministério Público.

Em causa está o inquérito crime às Parcerias Público-Privadas rodoviárias (PPP) em curso no Departamento Central de Investigação e Acção Penal.

O inquérito visa apurar se houve ou não crimes económicos contra os interesses do Estado nas decisões dos governos socialistas.

Mário Lino e António Mendonça foram os ministros das Obras Públicas dos governos de José Sócrates, tendo o segundo sucedido ao primeiro. Paulo Campos exerceu o cargo de secretário de Estado das Obras Públicas ao longo dos cerca de seis anos dos últimos governos socialistas.

Nos governos de José Sócrates, foi lançada mais de uma dezena de PPP - Parcerias Público-Privadas, nos sectores rodoviário, ferroviário e da área da saúde, por exemplo Mário Lino e António Mendonça abandonaram os cargos políticos, sendo que o último dos antigos ministros das Obras Públicas voltou à carreira académica, no ISEG.

Paulo Campos mantém-se na vida política activa, como deputado na Assembleia da República.

Neste momento, está em curso uma comissão parlamentar de inquérito aos contratos de PPP, estando prevista para amanhã mais uma audição, desta feita com Carlos Costa Pina, ex-secretário de Estado do Tesouro e das Finanças

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 23:00 | comentar | favorito