CDS propôs cortar até um subsídio no público e no privado

Seja pela modelação da TSU ou por uma nova sobretaxa de IRS, o líder do CDS-PP propôs ao primeiro-ministro cortes entre meio e um salário.

O líder do CDS-PP já apresentou primeiro-ministro as propostas alternativas às medidas de austeridade anunciadas pelo Governo que implicam mexidas na Taxa Social Única (TSU). Ao objectivo apresentado pelo Governo de aumento da TSU equivalente ao corte de mais de um salário aos trabalhadores - sendo que a Função Pública se somava o corte de um subsídio - Portas contrapõe: seja pela modelação da TSU ou pela introdução de uma nova sobretaxa de IRS, os cortes deverão equivaler apenas até um salário.

"São várias as propostas alternativas do CDS, desde a modelação da TSU até à introdução de uma sobretaxa de IRS. Mas o efeito final deverá equivaler ao corte de meio ou um salário. A ideia é optar pela menos gravosa para as pessoas e que garanta as metas orçamentais", revelou ao Diário Económico fonte conhecedora do processo.

Com os danos colaterais das medidas anunciadas pelo Governo a atingir a coligação, após Paulo Portas ter revelado que defendeu "outros caminhos" e que não bloqueou a decisão da TSU de Passos Coelho para evitar uma crise nas negociações com a ‘troika', o CDS-PP faz o contra-ataque.

Portas apresentou ontem ao primeiro-ministro, numa reunião em S. Bento, propostas alternativas. Os vários cenários têm como referencial os 2.500 milhões de euros de receita decorrentes das mexidas da TSU propostas pelo Governo. Ora, face às propostas dos democrata-cristãos, o nível de receita é fixado entre mil milhões (50% de um subsídio) e os 2.000 milhões de euros (um subsídio). O diferencial que varia entre os 1.500 e os 500 milhões de euros, consoante as propostas, teria de ser alcançado com cortes na despesa (Parcerias-Público Privadas e empresas públicas) e do lado da receita com a venda "bem organizada" do vasto património edificado do Estado.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 08:23 | comentar | favorito
tags: