Distrito do Porto é o que recebe mais subsídios de desemprego

O Porto é o distrito com mais beneficiários de prestações de desemprego, mas é em Lisboa que se pagam os subsídios mais elevados, segundo dados divulgados, esta sexta-feira, pela Segurança Social.

De acordo com dados disponibilizados na página da Segurança Social (www.seg-social.pt), havia em julho 361.894 beneficiários de prestações de desemprego - mais cinco mil que no mês anterior. Destes, 81.471 (22,6% do total) eram do distrito do Porto.

Este valor significa que 4,46% dos habitantes do distrito do Porto (utilizando dados do Instituto Nacional de Estatística para 2010) recebiam prestações de desemprego, a proporção mais alta de todo o país.

Lisboa, distrito mais populoso do país (2,2 milhões de habitantes) tinha 67.415 pessoas a receber prestações de desemprego em julho, ainda segundo dados da Segurança Social.

Os distritos de Lisboa e Porto representam cerca de 40% da população total de Portugal, e é para lá que vão 41,3% das prestações de desemprego.

O distrito do país com a menor proporção de habitantes a receber prestações de desemprego era Bragança: só 1,98% dos habitantes desta região transmontana - o equivalente a 2.749 pessoas - recebe algum subsídio ligado ao emprego.

Bragança é também o distrito do continente onde o valor médio do subsídio de desemprego é menor: 480,22 euros. Incluindo as regiões autónomas, o valor mais baixo regista-se nos Açores: 464,07 euros.

A média nacional para o subsídio de desemprego é 527,88 euros. Os subsídios pagos em todo o país são contudo inferiores a esta média, com três exceções: Coimbra (529,19 euros), Setúbal (563,69 euros) e Lisboa, onde o valor médio do subsídio é o mais alto do país (597,13 euros).

A taxa de desemprego este ano deverá chegar aos 16% da população ativa.

fonte:http://www.jn.pt


publicado por adm às 22:34 | comentar | favorito