Doze praias perdem bandeira azul na última semana

Dez praias portuguesas não vão hastear definitivamente a bandeira azul e mais duas não o vão voltar a fazer nesta época balnear.

Dez praias portuguesas não vão hastear definitivamente a bandeira azul e mais duas não o vão voltar a fazer nesta época balnear, informou hoje a Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

Na semana entre 6 e 13 de Agosto, a associação verificou que das 275 praias galardoadas com a bandeira azul, apenas 263 bandeiras estavam hasteadas. De acordo com a ABAE, são dez bandeiras azuis "definitivamente não hasteadas".

As regiões Norte, Alentejo e Algarve perdem cada uma duas bandeiras azuis, mais precisamente nas praias de Forte do Cão e Pedras Brancas, Atlântica, Morgavel, Armação de Pêra e Praia Grande (respetivamente).

As praias de São Jacinto (região Centro), São João da Caparica (Tejo), Fogo (Açores) e Garajau (Madeira) também não veem as bandeiras hasteadas.

A esta dezena de praias, a associação junta mais duas praias, a praia da Rocha, em Portimão, e a praia do Pedrógão , em Leiria, que vêem as suas bandeiras azuis "arriadas definitivamente", depois de terem sido furtadas e de as autarquias "não pretenderem adquirir novas bandeiras para reposição".

Também nas praias do Mirante, em Torres Vedras, e do Marreco, em Matosinhos, foram roubadas as bandeiras azuis, mas a ABAE estima voltar a hastear as novas bandeiras até ao final desta semana.

A associação que coordena o programa ambiental Bandeira Azul 2012 verificou também que na praia de São Martinho do Porto, em Alcobaça, foram observadas situações de "conflito com a circulação de motos de água, análises de qualidade de água balnear desactualizadas e relatos de água balnear visualmente suja".

Estas situações foram "resolvidas prontamente", assegura a ABAE. Por fim, a associação dá conta da alteração de horário das quatro praias vigiadas de Ponta Delgada ((Milícias, Pópulo, Poças Sul dos Mosteiros e Poços de São Vicente Ferreira), que "por motivos financeiros" ficará limitado ao período entre as 10:00 e as 18:00, porque a autarquia "não poderá aumentar o número de horas de vigilância".

Assim, o Algarve continua a ser a região com maior número de bandeiras azuis (66), seguido das regiões Norte (65), Tejo (48), Açores (31), Alentejo (22), Centro (21) e Madeira (10).

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:38 | comentar | favorito