Produção na construção derrapa 19,2%

Os números já eram maus, mas agora o cenário é ainda pior. O índice de produção na construção registou uma variação homóloga de -19,2% em junho, o que compara com a diminuição de 18,2% observada em maio, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística.

Os índices dos dois segmentos considerados - construção de edifícios e engenharia civil -, «de forma mais expressiva em junho, face ao mês anterior, particularmente no caso da engenharia civil», explica o INE. Este segmento registou uma taxa de variação homóloga de -20,4% contra os -18,7% no mês anterior, contribuindo com -8,1 pontos percentuais para a variação do índice agregado.

O índice relativo à construção de edifícios apresentou também uma diminuição de 17,9% (variação de -17,6 por cento em maio), representando um contributo de -11,1 pontos percentuais para a variação total do índice.

O INE revela que, em termos homólogos, o índice de emprego no setor da construção apresentou uma diminuição de 17,9% contrastando com uma variação de -17,6 por cento em maio.

Comparativamente ao mês anterior, o índice de emprego registou em junho uma taxa de variação de -1,1% contra -0,8% em junho de 2011.

As remunerações efetivamente pagas pelo setor da construção baixaram 21,5% em termos homólogos (-20,2% no mês anterior). Face a maio, as remunerações aumentaram 8,4%, quando em junho do ano passado atingiu uma variação de 10,2%.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 08:41 | comentar | favorito
tags: